O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS


PUBLICADO digitalblueradio às 00:35 | LINK DO POST
tags:


PUBLICADO digitalblueradio às 00:35 | LINK DO POST
tags:


PUBLICADO digitalblueradio às 00:35 | LINK DO POST
tags:
A Batalha de La Lys, deu-se entre 9 e 29 de Abril de 1918, no vale da ribeira da La Lys, na região da Flandres, Bélgica.
Nesta batalha, que marcou a participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial, os exércitos alemães provocaram uma estrondosa derrota às tropas portuguesas, constituindo a maior catástrofe militar portuguesa depois da batalha de Alcácer-Quibir, em 1578. A frente de combate distribuía-se numa extensa linha de 55 quilómetros, guarnecida pelo 11° Corpo Britânico, onde incluia a 2ª divisão do Corpo Expedicionário Português, comandados pelo general Gomes da Costa. Esta linha viu-se impotente para sustentar o embate de oito divisões do 6º Exército Alemão, comandados pelo general Ferdinand von Quast (1850-1934). Essa ofensiva alemã, ficou conhecida como ofensiva "Georgette" e visava à tomada de Calais e Boulogne-sur-Mer. 

Nesta batalha sacrificaram-se muitas vidas, entre os mortos, feridos, desaparecidos e capturados como prisioneiros de guerra. No meio do caos, distinguiram-se vários homens, anónimos na sua maior parte. Porém, um nome ficou para a História: o soldado Milhões.
De seu verdadeiro nome Aníbal Milhais, natural de Valongo, em Murça, viu-se sozinho na sua trincheira, apenas munido de uma metralhadora. Munido da coragem que só no campo de batalha é possível, enfrentou sozinho as colunas alemãs que se atravessaram no seu caminho, o que em último caso permitiu a retirada de vários soldados portugueses e britânicos para as posições defensivas da rectaguarda. Vagueando pelas trincheiras e campos, ora de ninguém ora ocupados pelos alemães, o soldado Milhões continuou ainda a fazer fogo, para o qual se valeu de cunhetes de balas que foi encontrando pelo caminho. Quatro dias depois do início da batalha, encontrou um major escocês, salvando-o de morrer afogado num pântano. Foi este médico, para sempre agradecido, que deu conta ao exército aliado dos feitos do soldado transmontano. Regressado a um acampamento português, um comandante saudou-o, dizendo o que ficaria para a História de Portugal, "Tu és Milhais, mas vales Milhões!". Foi o único soldado raso português da Primeira Guerra a ser condecorado com o Colar da Ordem da Torre e Espada, a mais alta condecoração existente no país.


              AS GRANDES BATALHAS DE PORTUGAL
                                  BATALHA DE LA LYS
              BATALHAS QUE FICAM P´RA HISTÓRIA


                          As grandes Batalhas Portuguesas 
PUBLICADO digitalblueradio às 13:10 | LINK DO POST
tags:
A Batalha de La Lys, deu-se entre 9 e 29 de Abril de 1918, no vale da ribeira da La Lys, na região da Flandres, Bélgica.
Nesta batalha, que marcou a participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial, os exércitos alemães provocaram uma estrondosa derrota às tropas portuguesas, constituindo a maior catástrofe militar portuguesa depois da batalha de Alcácer-Quibir, em 1578. A frente de combate distribuía-se numa extensa linha de 55 quilómetros, guarnecida pelo 11° Corpo Britânico, onde incluia a 2ª divisão do Corpo Expedicionário Português, comandados pelo general Gomes da Costa. Esta linha viu-se impotente para sustentar o embate de oito divisões do 6º Exército Alemão, comandados pelo general Ferdinand von Quast (1850-1934). Essa ofensiva alemã, ficou conhecida como ofensiva "Georgette" e visava à tomada de Calais e Boulogne-sur-Mer. 

Nesta batalha sacrificaram-se muitas vidas, entre os mortos, feridos, desaparecidos e capturados como prisioneiros de guerra. No meio do caos, distinguiram-se vários homens, anónimos na sua maior parte. Porém, um nome ficou para a História: o soldado Milhões.
De seu verdadeiro nome Aníbal Milhais, natural de Valongo, em Murça, viu-se sozinho na sua trincheira, apenas munido de uma metralhadora. Munido da coragem que só no campo de batalha é possível, enfrentou sozinho as colunas alemãs que se atravessaram no seu caminho, o que em último caso permitiu a retirada de vários soldados portugueses e britânicos para as posições defensivas da rectaguarda. Vagueando pelas trincheiras e campos, ora de ninguém ora ocupados pelos alemães, o soldado Milhões continuou ainda a fazer fogo, para o qual se valeu de cunhetes de balas que foi encontrando pelo caminho. Quatro dias depois do início da batalha, encontrou um major escocês, salvando-o de morrer afogado num pântano. Foi este médico, para sempre agradecido, que deu conta ao exército aliado dos feitos do soldado transmontano. Regressado a um acampamento português, um comandante saudou-o, dizendo o que ficaria para a História de Portugal, "Tu és Milhais, mas vales Milhões!". Foi o único soldado raso português da Primeira Guerra a ser condecorado com o Colar da Ordem da Torre e Espada, a mais alta condecoração existente no país.


              AS GRANDES BATALHAS DE PORTUGAL
                                  BATALHA DE LA LYS
              BATALHAS QUE FICAM P´RA HISTÓRIA


                          As grandes Batalhas Portuguesas 
PUBLICADO digitalblueradio às 13:10 | LINK DO POST
tags:
A Batalha de La Lys, deu-se entre 9 e 29 de Abril de 1918, no vale da ribeira da La Lys, na região da Flandres, Bélgica.
Nesta batalha, que marcou a participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial, os exércitos alemães provocaram uma estrondosa derrota às tropas portuguesas, constituindo a maior catástrofe militar portuguesa depois da batalha de Alcácer-Quibir, em 1578. A frente de combate distribuía-se numa extensa linha de 55 quilómetros, guarnecida pelo 11° Corpo Britânico, onde incluia a 2ª divisão do Corpo Expedicionário Português, comandados pelo general Gomes da Costa. Esta linha viu-se impotente para sustentar o embate de oito divisões do 6º Exército Alemão, comandados pelo general Ferdinand von Quast (1850-1934). Essa ofensiva alemã, ficou conhecida como ofensiva "Georgette" e visava à tomada de Calais e Boulogne-sur-Mer. 

Nesta batalha sacrificaram-se muitas vidas, entre os mortos, feridos, desaparecidos e capturados como prisioneiros de guerra. No meio do caos, distinguiram-se vários homens, anónimos na sua maior parte. Porém, um nome ficou para a História: o soldado Milhões.
De seu verdadeiro nome Aníbal Milhais, natural de Valongo, em Murça, viu-se sozinho na sua trincheira, apenas munido de uma metralhadora. Munido da coragem que só no campo de batalha é possível, enfrentou sozinho as colunas alemãs que se atravessaram no seu caminho, o que em último caso permitiu a retirada de vários soldados portugueses e britânicos para as posições defensivas da rectaguarda. Vagueando pelas trincheiras e campos, ora de ninguém ora ocupados pelos alemães, o soldado Milhões continuou ainda a fazer fogo, para o qual se valeu de cunhetes de balas que foi encontrando pelo caminho. Quatro dias depois do início da batalha, encontrou um major escocês, salvando-o de morrer afogado num pântano. Foi este médico, para sempre agradecido, que deu conta ao exército aliado dos feitos do soldado transmontano. Regressado a um acampamento português, um comandante saudou-o, dizendo o que ficaria para a História de Portugal, "Tu és Milhais, mas vales Milhões!". Foi o único soldado raso português da Primeira Guerra a ser condecorado com o Colar da Ordem da Torre e Espada, a mais alta condecoração existente no país.


              AS GRANDES BATALHAS DE PORTUGAL
                                  BATALHA DE LA LYS
              BATALHAS QUE FICAM P´RA HISTÓRIA


                          As grandes Batalhas Portuguesas 
PUBLICADO digitalblueradio às 13:10 | LINK DO POST
tags:









PUBLICADO digitalblueradio às 10:56 | LINK DO POST
tags:









PUBLICADO digitalblueradio às 10:56 | LINK DO POST
tags:









PUBLICADO digitalblueradio às 10:56 | LINK DO POST
tags:
Bem, deixem que vos diga o seguinte:
Fiz rádio durante mais de 20 anos, a musica é a minha vida, aprecio todo o género musical desde que me entre no ouvido.
Resolvi criar este blog após ouvir diversas vezes frases como :"não devias ter nascido nesta altura pá!".
E até mesmo "só ouves música de velhos!".
Bom, de modo a tentar explicar as maravilhas musicais dessas alturas, achei que o melhor era fazer um blog, onde vou colocar algumas das maiores preciosidades artísticas de tais tempos.


Preparem-se para um banho de música dos 90,80,70 e 60!
A acrescentar ainda musica portuguesa de todos os tempos, popular,tradicional,baile etc.
Musica brasileira,disco, enfim a musica que gosto,....irei ainda trazer textos e pensamentos, (adoro escrever),...., frases, poemas, tudo o que achar que devo partilhar, aceito sugestoes e pedidos, que tentarei cumprir, espero que gostem e se possivel que me ajudem a divulgar ,...obrigado a todos.
PUBLICADO digitalblueradio às 16:15 | LINK DO POST
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
Que feio!Foi no meu blog, pegou meu texto, modific...
E um meio de sobrevive
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
subscrever feeds
blogs SAPO