O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
Vamos recuar uns anos no tempo e lembrar os velhinhos 80.
Você ainda se lembra?
Quantas horas perdidas a tentar fazer o cubo de Rubik.


Foi um verdadeiro sucesso, o  filme foi rodado em 1978 a continuação  lançada nos anos 80, fizeram da série um marco da década: Superman.
Clark Kent (superman) foi interpretado por Christopher Reeves, Marlon Brando também entra no filme ( recebeu um cachê de quarto milhões de dólares para aparecer apenas dez minutos em Superman).

A televisão lançava também a sua heroína WonderWoman, interpretado por Lynda Carter.


Mais um filme Clássico - Star Wars - A saga de A Guerra nas estrelas.  

James Earl Jones é o dono da voz de Darth Vader.

Carrie Fisher,  a Princesa Leia.


Foi lançado em 1982 e fez tanto sucesso que teve várias reedições ao longo da década. 

Bem me quer
Também era livro de meninas, no mesmo estilo Amar é...,  
Saiu em 1982.

 Outro filme de sucesso foi Flashdance.


A sua banda sonora foi um verdadeiro sucesso.



Na mesma onda Footloose,....

Outros filmes fizeram sucesso




 Top Gun - Ases Indomáveis


               Este é do tempo da brilhantina.




E o que dizer deste que foi um show no cinema dos anos 80.


Enfim,....e as muitas modas que apareceram como o sutiã à mostra na onda da Madonna, que surgia como a "material girl".


 Dias que voam,....




  

Veja se ainda se recorda,
Lembro bem desses tempos em que no verão " era um ver se te avias ", era um instante enquanto os fás desapareciam do frigorifico,....das canetas Bic, Pintarolas, do restaurador olex, as calças lee e as máquinas Singer, o creme nivea a Lacoq Sportif e a Planeta Agostini, das peugas CD ou ainda do gelado Callipo e Corneto.







Enfim recordar é viver.
Voltaremos a este tema. 
PUBLICADO digitalblueradio às 18:36 | LINK DO POST
tags:
Vamos recuar uns anos no tempo e lembrar os velhinhos 80.
Você ainda se lembra?
Quantas horas perdidas a tentar fazer o cubo de Rubik.


Foi um verdadeiro sucesso, o  filme foi rodado em 1978 a continuação  lançada nos anos 80, fizeram da série um marco da década: Superman.
Clark Kent (superman) foi interpretado por Christopher Reeves, Marlon Brando também entra no filme ( recebeu um cachê de quarto milhões de dólares para aparecer apenas dez minutos em Superman).

A televisão lançava também a sua heroína WonderWoman, interpretado por Lynda Carter.


Mais um filme Clássico - Star Wars - A saga de A Guerra nas estrelas.  

James Earl Jones é o dono da voz de Darth Vader.

Carrie Fisher,  a Princesa Leia.


Foi lançado em 1982 e fez tanto sucesso que teve várias reedições ao longo da década. 

Bem me quer
Também era livro de meninas, no mesmo estilo Amar é...,  
Saiu em 1982.

 Outro filme de sucesso foi Flashdance.


A sua banda sonora foi um verdadeiro sucesso.



Na mesma onda Footloose,....

Outros filmes fizeram sucesso




 Top Gun - Ases Indomáveis


               Este é do tempo da brilhantina.




E o que dizer deste que foi um show no cinema dos anos 80.


Enfim,....e as muitas modas que apareceram como o sutiã à mostra na onda da Madonna, que surgia como a "material girl".


 Dias que voam,....




  

Veja se ainda se recorda,
Lembro bem desses tempos em que no verão " era um ver se te avias ", era um instante enquanto os fás desapareciam do frigorifico,....das canetas Bic, Pintarolas, do restaurador olex, as calças lee e as máquinas Singer, o creme nivea a Lacoq Sportif e a Planeta Agostini, das peugas CD ou ainda do gelado Callipo e Corneto.







Enfim recordar é viver.
Voltaremos a este tema. 
PUBLICADO digitalblueradio às 18:36 | LINK DO POST
tags:
Vamos recuar uns anos no tempo e lembrar os velhinhos 80.
Você ainda se lembra?
Quantas horas perdidas a tentar fazer o cubo de Rubik.


Foi um verdadeiro sucesso, o  filme foi rodado em 1978 a continuação  lançada nos anos 80, fizeram da série um marco da década: Superman.
Clark Kent (superman) foi interpretado por Christopher Reeves, Marlon Brando também entra no filme ( recebeu um cachê de quarto milhões de dólares para aparecer apenas dez minutos em Superman).

A televisão lançava também a sua heroína WonderWoman, interpretado por Lynda Carter.


Mais um filme Clássico - Star Wars - A saga de A Guerra nas estrelas.  

James Earl Jones é o dono da voz de Darth Vader.

Carrie Fisher,  a Princesa Leia.


Foi lançado em 1982 e fez tanto sucesso que teve várias reedições ao longo da década. 

Bem me quer
Também era livro de meninas, no mesmo estilo Amar é...,  
Saiu em 1982.

 Outro filme de sucesso foi Flashdance.


A sua banda sonora foi um verdadeiro sucesso.



Na mesma onda Footloose,....

Outros filmes fizeram sucesso




 Top Gun - Ases Indomáveis


               Este é do tempo da brilhantina.




E o que dizer deste que foi um show no cinema dos anos 80.


Enfim,....e as muitas modas que apareceram como o sutiã à mostra na onda da Madonna, que surgia como a "material girl".


 Dias que voam,....




  

Veja se ainda se recorda,
Lembro bem desses tempos em que no verão " era um ver se te avias ", era um instante enquanto os fás desapareciam do frigorifico,....das canetas Bic, Pintarolas, do restaurador olex, as calças lee e as máquinas Singer, o creme nivea a Lacoq Sportif e a Planeta Agostini, das peugas CD ou ainda do gelado Callipo e Corneto.







Enfim recordar é viver.
Voltaremos a este tema. 
PUBLICADO digitalblueradio às 18:36 | LINK DO POST
tags:
Um homem vai a uma loja comprar veneno para ratos.
- Tem veneno para ratos?
- Sim! É pra levar?
- Não, vou trazer os ratos para comer aqui!!!
Um homem vai ao banco trocar um cheque... O funcionário pergunta:
-Vai levar em dinheiro???
-Não!!!!! Dê-me antes em clipes, borrachas e apara-lápis!!!
Um homem está a fumar um cigarro. Um amigo pergunta:
- Eh pá, tu fumas?
-Não, eu gosto de bronzear os pulmões.
Estava um edifício a arder, e todos corriam para a saída de emergência.
Pergunta:
-É um incêndio?
-Não, é a minha mulher a assar sardinhas!!!!!!
Um homem leva a televisão a uma loja de reparações e o técnico pergunta:
- Tá avariada ?
- Não, é ela estava cansada de ficar em casa e eu trouxe-a para passear.
Quando você acaba de se levantar, vem sempre alguém perguntar:
- Já acordas-te?
- Não. Sou sonâmbulo!
Um camionista pára o camião à beira da estrada e dá boleia a uma bela jovem que pedia boleia.
Depois de alguma conversa decidiram parar para comer qualquer coisa e acabam por ir para o quarto de um motel.
Enquanto a jovem se despe, o homem pergunta:
- Diz-me lá: que idade é que tens?
- Treze.
- Por amor de Deus! Veste-te imediatamente e vai-te embora daqui!
- Olha... Outro supersticioso!
PUBLICADO digitalblueradio às 17:16 | LINK DO POST
tags:
Maria José Canhoto nasceu a 25 de Abril de 1950 na Soalheira, concelho do Fundão. Optou inicialmente pelo nome "Marizé" mudando depois para o nome artístico "Alexandra".
No inicio da sua carreira obtem algum sucesso cantando o tema "Senhora Maria". Em 1979 concorreu ao Festival RTP da Canção com "Zé Brasileiro Português de Braga" de António Sala e Vasco de Lima Couto. O tema não chega a passar das eliminatórias mas mesmo sem chegar à final foi um dos temas mais tocados nas rádios nesse ano.
Em dueto com António Sala participa no Festival RTP da Canção de 1980 com "Uma Razão de Ser". Grava "Dó, ré mi, fá, só, lá, si, dó" da autoria de Paulo de Carvalho e em 1982 volta a participar no Festival RTP da Canção ficando em 3º lugar com o tema "Até Amanhecer". No Festival RTP da Canção de 1983 fica em 5º lugar com "Rosa, Flor-Mulher". Em 1984 é editado o single "Um Motivo Qualquer".
Em 1985 regressa mais uma vez ao Festival RTP da Canção. "Cantar Saudade" fica em 6º lugar. Lança novo single com o tema "Só Pra Mim". Já em 1986 lança um novo single com duas composições "Por Culpa de uma noite apaixonada" e "Canto de Mudança". Em 1991 participa no programa "regresso Ao Passado" da RTP. Grava a "GRANDE MARCHA DE LISBOA 1991" da autoria de João Nobre e João Queimado e lança o disco "Alexandra... Regressa ao Passado" com as canções "Fado de cada Um", "Ai se os meus olhos falassem", "Adeus Mouraria", entre outras.
O álbum "Nas Minhas Mãos", editado em 1999, inclui temas como "Amor Maior" e "Caem Penas dos Meus Olhos".
Alexandra é a protagonista do musical "Amália" de Filipe Lá Féria onde obtém um grande sucesso.
Fez parte do projecto "Entre Vozes" e sai o disco "Terras do Risco" em 2003 foi homenageada com a Medalha de Prata de Mérito Municipal do Fundão. É editado o disco "Alexandra Recorda Amália".
PUBLICADO digitalblueradio às 12:55 | LINK DO POST
Maria José Canhoto nasceu a 25 de Abril de 1950 na Soalheira, concelho do Fundão. Optou inicialmente pelo nome "Marizé" mudando depois para o nome artístico "Alexandra".
No inicio da sua carreira obtem algum sucesso cantando o tema "Senhora Maria". Em 1979 concorreu ao Festival RTP da Canção com "Zé Brasileiro Português de Braga" de António Sala e Vasco de Lima Couto. O tema não chega a passar das eliminatórias mas mesmo sem chegar à final foi um dos temas mais tocados nas rádios nesse ano.
Em dueto com António Sala participa no Festival RTP da Canção de 1980 com "Uma Razão de Ser". Grava "Dó, ré mi, fá, só, lá, si, dó" da autoria de Paulo de Carvalho e em 1982 volta a participar no Festival RTP da Canção ficando em 3º lugar com o tema "Até Amanhecer". No Festival RTP da Canção de 1983 fica em 5º lugar com "Rosa, Flor-Mulher". Em 1984 é editado o single "Um Motivo Qualquer".
Em 1985 regressa mais uma vez ao Festival RTP da Canção. "Cantar Saudade" fica em 6º lugar. Lança novo single com o tema "Só Pra Mim". Já em 1986 lança um novo single com duas composições "Por Culpa de uma noite apaixonada" e "Canto de Mudança". Em 1991 participa no programa "regresso Ao Passado" da RTP. Grava a "GRANDE MARCHA DE LISBOA 1991" da autoria de João Nobre e João Queimado e lança o disco "Alexandra... Regressa ao Passado" com as canções "Fado de cada Um", "Ai se os meus olhos falassem", "Adeus Mouraria", entre outras.
O álbum "Nas Minhas Mãos", editado em 1999, inclui temas como "Amor Maior" e "Caem Penas dos Meus Olhos".
Alexandra é a protagonista do musical "Amália" de Filipe Lá Féria onde obtém um grande sucesso.
Fez parte do projecto "Entre Vozes" e sai o disco "Terras do Risco" em 2003 foi homenageada com a Medalha de Prata de Mérito Municipal do Fundão. É editado o disco "Alexandra Recorda Amália".
PUBLICADO digitalblueradio às 12:55 | LINK DO POST
Maria José Canhoto nasceu a 25 de Abril de 1950 na Soalheira, concelho do Fundão. Optou inicialmente pelo nome "Marizé" mudando depois para o nome artístico "Alexandra".
No inicio da sua carreira obtem algum sucesso cantando o tema "Senhora Maria". Em 1979 concorreu ao Festival RTP da Canção com "Zé Brasileiro Português de Braga" de António Sala e Vasco de Lima Couto. O tema não chega a passar das eliminatórias mas mesmo sem chegar à final foi um dos temas mais tocados nas rádios nesse ano.
Em dueto com António Sala participa no Festival RTP da Canção de 1980 com "Uma Razão de Ser". Grava "Dó, ré mi, fá, só, lá, si, dó" da autoria de Paulo de Carvalho e em 1982 volta a participar no Festival RTP da Canção ficando em 3º lugar com o tema "Até Amanhecer". No Festival RTP da Canção de 1983 fica em 5º lugar com "Rosa, Flor-Mulher". Em 1984 é editado o single "Um Motivo Qualquer".
Em 1985 regressa mais uma vez ao Festival RTP da Canção. "Cantar Saudade" fica em 6º lugar. Lança novo single com o tema "Só Pra Mim". Já em 1986 lança um novo single com duas composições "Por Culpa de uma noite apaixonada" e "Canto de Mudança". Em 1991 participa no programa "regresso Ao Passado" da RTP. Grava a "GRANDE MARCHA DE LISBOA 1991" da autoria de João Nobre e João Queimado e lança o disco "Alexandra... Regressa ao Passado" com as canções "Fado de cada Um", "Ai se os meus olhos falassem", "Adeus Mouraria", entre outras.
O álbum "Nas Minhas Mãos", editado em 1999, inclui temas como "Amor Maior" e "Caem Penas dos Meus Olhos".
Alexandra é a protagonista do musical "Amália" de Filipe Lá Féria onde obtém um grande sucesso.
Fez parte do projecto "Entre Vozes" e sai o disco "Terras do Risco" em 2003 foi homenageada com a Medalha de Prata de Mérito Municipal do Fundão. É editado o disco "Alexandra Recorda Amália".
PUBLICADO digitalblueradio às 12:55 | LINK DO POST
tags:
Manuel Augusto Coentro Pinho Freire nasceu em Vagos no dia 25 de Abril de 1942. Frequentou o ensino liceal em Ovar e Aveiro, chegando a estudar Engenharia, em Coimbra e no Porto, sem se licenciar. Estreou-se na música, com um EP que continha "Dedicatória", "Eles", "Livre" e "Pedro Soldado", em 1968. O disco não escapou à censura, vindo a ser probidos os temas "Lutaremos meu amor", "Trova", "O sangue não dá flor" e "Trova do emigrante". Entretanto aparecia na televisão no programa Zip-Zip, em 1969, para cantar "Pedra Filosofal", poema de António Gedeão, que o popularizou.
No álbum "Manuel Freire" musicou poemas de António Gedeão, José Gomes Ferreira, Fernando Assis Pacheco, Eduardo Olímpio, Sidónio Muralha e José Saramago. Foi distinguido com o Prémio Pozal Domingues. "Dulcineia" foi lançado em 1971. Em 1972 colaborou na banda sonora da longa-metragem de Alfredo Tropa, "Pedro Só". Editou, em 1973 "De Viva Voz", gravado ao vivo com José Afonso e José Jorge Letria. "Devolta" saí em 1978. Ao longo dos anos alguns dos seus temas foram saindo em colectaneas, foi colaborando em alguns projectos  e em 1999 lança o disco "As Canções Possíveis". Em 2003 tornou-se presidente da Direcção da Sociedade Portuguesa de Autores. 
PUBLICADO digitalblueradio às 11:11 | LINK DO POST
Manuel Augusto Coentro Pinho Freire nasceu em Vagos no dia 25 de Abril de 1942. Frequentou o ensino liceal em Ovar e Aveiro, chegando a estudar Engenharia, em Coimbra e no Porto, sem se licenciar. Estreou-se na música, com um EP que continha "Dedicatória", "Eles", "Livre" e "Pedro Soldado", em 1968. O disco não escapou à censura, vindo a ser probidos os temas "Lutaremos meu amor", "Trova", "O sangue não dá flor" e "Trova do emigrante". Entretanto aparecia na televisão no programa Zip-Zip, em 1969, para cantar "Pedra Filosofal", poema de António Gedeão, que o popularizou.
No álbum "Manuel Freire" musicou poemas de António Gedeão, José Gomes Ferreira, Fernando Assis Pacheco, Eduardo Olímpio, Sidónio Muralha e José Saramago. Foi distinguido com o Prémio Pozal Domingues. "Dulcineia" foi lançado em 1971. Em 1972 colaborou na banda sonora da longa-metragem de Alfredo Tropa, "Pedro Só". Editou, em 1973 "De Viva Voz", gravado ao vivo com José Afonso e José Jorge Letria. "Devolta" saí em 1978. Ao longo dos anos alguns dos seus temas foram saindo em colectaneas, foi colaborando em alguns projectos  e em 1999 lança o disco "As Canções Possíveis". Em 2003 tornou-se presidente da Direcção da Sociedade Portuguesa de Autores. 
PUBLICADO digitalblueradio às 11:11 | LINK DO POST
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
Que feio!Foi no meu blog, pegou meu texto, modific...
E um meio de sobrevive
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
subscrever feeds
SAPO Blogs