O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
Mário Jardel Almeida Ribeiro, conhecido como Jardel nasceu em Fortaleza, Brasil a 18 de Setembro de 1973. Filho de César Ribeiro e Maria de Fátima Almeida. Jardel teve uma passagem marcante pelo futebol português, jogou no Futebol Clube Do Porto, Sporting e Beira-Mar. 
Jogador formado nas escolinhas do Ferroviário, actuou pela equipa principal deste clube em 1990. No ano seguinte, o Vasco da Gama interessou-se por ele e compra o seu passe em 1993. O bicampeonato brasileiro de juniores e a conquista do Mundial Sub-21, na Austrália, pela seleção brasileira renderam-lhe o primeiro contrato profissional.  
Em 1993 marca onze golos na Taça Belo Horizonte de Juniores e nove na Copa São Paulo de Juniores pelo Vasco da Gama, foi campeão carioca. Em 1994, Jardel foi lançado como titular no clube após o falecimento de Denner num acidente de carro. Jardel fez o golo do empate contra o Flamengo que classificou o clube para a final, marcou 17 golos, marcando dois golos na final contra o Fluminense. No ano seguinte foi emprestado ao Grêmio e nele, ao lado de Paulo Nunes, formou a "dupla infernal".
Jardel caiu nas boas graças do técnico Felipão (Luiz Felipe Scolari) que montou um esquema tático especial para ele. Com o Grêmio conquistou o título mais importante da sua carreira, a Libertadores em 1995, terminou a competição com doze golos. No ano seguinte sagrou-se campeão gaúcho e da Recopa sul-americana ao vencer o Independiente por 4-1 marcando o terceiro golo. Em 1996 foi vendido ao Futebol Clube do Porto.
Foi pelo Porto que Jardel conheceu os maiores êxitos desportivos da sua carreira. Foi vencedor da Supertaça Cândido de Oliveira na temporada 1996/97. Tricampeão português em 1996/97, 1997/98, 1998/99 e vencedor da Taça de Portugal em 1997/98 e 1999/2000. Os adeptos do Porto imortalizaram-no com a alcunha de "Super Mário". 
Foi quatro vezes melhor marcador do Campeonato Nacional fazendo trinta golos em 31 partidas na temporada 1996/97, na época 1997/98 marcou 26 golos em 30 partidas, na época seguinte 1998/99 marcou  36 em 32 partidas e 38 golos na temporada 1999/00 em 32 partidas. Em torneios internacionais marcou quinze golos em 24 jogos nos quatro anos. 
Foi campeão da bota de prata em 1997, da bota de ouro em 1999, além do prêmio de melhor goleador da Europa dado pela revista inglesa World Soccer. Ganhou a bota de bronze em 2000.
Transferiu-se para a Turquia na temporada 2000/2001, marcando cinco golos logo na estreia e marcou 24 golos em 22 partidas pelo Galatasaray, foi vice-campeão Nacional e campeão da Supertaça Européia, mas por lesões, problemas pessoais e de adaptação não ficou muito tempo no clube.
Foi convocado onze vezes para a seleção brasileira jogando sete e marcando um golo contra a Tailândia. Em 2001 entra no Sporting Clube de Portugal.
Jogou no Sporting de 2001 a 2003, onde foi Campeão Português, vencedor da Taça de Portugal e da Supertaça em 2001. Marcou 42 golos em 30 jogos na temporada 2001/2002 sendo novamente bota de ouro. A sua passagem pelo Sporting, foi determinante para o clube vencer a "tríplice coroa"(Campeonato, Taça e Supertaça).
Depois de uma época cheia de sucesso no Sporting , especulou-se muito acerca da sua transferência para um grande clube europeu. No entanto, essa tranferência não se veio a realizar. Entretanto, o jogador passou a ser desleixado, ganhando peso e perdendo a forma, acabando por, ao fim de oito temporadas, passar o título de melhor marcador para Fary, jogador do Beira-mar. Em 2003 transferiu-se para o Bolton, onde jogou sete partidas, foi emprestado ao Ancona, onde jogou apenas quatro jogos. Em 2004 foi emprestado ao Palmeiras, não jogou nenhum jogo e foi transferido para o  Newell's Old Boys onde jogou três partidas e foi campeão do Torneio Argentino de Abertura.
Em 2005 foi para o Deportivo Alavés, lider da série B Espanhola, mas não chegou a jogar pois ainda possuía contrato com o Newell abandonando o clube espanhol. Em 2005 Jardel foi contratado pelo Goiás do Brasil, mas no ano seguinte regressa a portugal, é apresentado como reforço do Beira-Mar para a temporada 2006-2007 da Primeira Liga Portuguesa, no entanto com seguidas contusões, acabou dispensado do clube. Transferiu-se em 2007 para o clube Famagusta. O clube cipriota que contratou Jardel terminou a temporada de 2006/2007 no terceiro lugar do campeonato. No clube, ele marcou três golos, o clube Famagusta sagrou-se vencedor da Taça do Chipre em futebol, Jardel juntou mais um título à sua carreira. Ainda em 2007, Jardel assinou pelos United Jets, porém abandonou o clube em 2008.
Em 2008, Jardel revelou que usava cocaína. 

Em 2008 o jogador assina com o Criciúma, clube brasileiro que revelou o seu ex-treinador Felipão e competiu na segunda divisão do campeonato brasileiro, estreando-se com a camisola do Tigre. Em 2009 Jardel é anunciado como novo reforço do Ferroviário, e estreou-se no campeonato cearense, marcando um grande golo na sua estreia. Ainda em 2009 Jardel muda para o América Footbal Club da Terceira Divisão do Ceará, em 2010 joga ainda pelo Flamengo, assinando mais tarde contrato por um ano com o Cherno More, da Bulgária. No final do ano Mário Jardel acerta a contratação com o Rio Negro de Manaus para a temporada 2011.

The Best of Jardel
Tema de Rui Veloso com referência a Jardel 
Rui Veloso - Nao me mintas
PUBLICADO digitalblueradio às 11:57 | LINK DO POST
tags:
Mário Jardel Almeida Ribeiro, conhecido como Jardel nasceu em Fortaleza, Brasil a 18 de Setembro de 1973. Filho de César Ribeiro e Maria de Fátima Almeida. Jardel teve uma passagem marcante pelo futebol português, jogou no Futebol Clube Do Porto, Sporting e Beira-Mar. 
Jogador formado nas escolinhas do Ferroviário, actuou pela equipa principal deste clube em 1990. No ano seguinte, o Vasco da Gama interessou-se por ele e compra o seu passe em 1993. O bicampeonato brasileiro de juniores e a conquista do Mundial Sub-21, na Austrália, pela seleção brasileira renderam-lhe o primeiro contrato profissional.  
Em 1993 marca onze golos na Taça Belo Horizonte de Juniores e nove na Copa São Paulo de Juniores pelo Vasco da Gama, foi campeão carioca. Em 1994, Jardel foi lançado como titular no clube após o falecimento de Denner num acidente de carro. Jardel fez o golo do empate contra o Flamengo que classificou o clube para a final, marcou 17 golos, marcando dois golos na final contra o Fluminense. No ano seguinte foi emprestado ao Grêmio e nele, ao lado de Paulo Nunes, formou a "dupla infernal".
Jardel caiu nas boas graças do técnico Felipão (Luiz Felipe Scolari) que montou um esquema tático especial para ele. Com o Grêmio conquistou o título mais importante da sua carreira, a Libertadores em 1995, terminou a competição com doze golos. No ano seguinte sagrou-se campeão gaúcho e da Recopa sul-americana ao vencer o Independiente por 4-1 marcando o terceiro golo. Em 1996 foi vendido ao Futebol Clube do Porto.
Foi pelo Porto que Jardel conheceu os maiores êxitos desportivos da sua carreira. Foi vencedor da Supertaça Cândido de Oliveira na temporada 1996/97. Tricampeão português em 1996/97, 1997/98, 1998/99 e vencedor da Taça de Portugal em 1997/98 e 1999/2000. Os adeptos do Porto imortalizaram-no com a alcunha de "Super Mário". 
Foi quatro vezes melhor marcador do Campeonato Nacional fazendo trinta golos em 31 partidas na temporada 1996/97, na época 1997/98 marcou 26 golos em 30 partidas, na época seguinte 1998/99 marcou  36 em 32 partidas e 38 golos na temporada 1999/00 em 32 partidas. Em torneios internacionais marcou quinze golos em 24 jogos nos quatro anos. 
Foi campeão da bota de prata em 1997, da bota de ouro em 1999, além do prêmio de melhor goleador da Europa dado pela revista inglesa World Soccer. Ganhou a bota de bronze em 2000.
Transferiu-se para a Turquia na temporada 2000/2001, marcando cinco golos logo na estreia e marcou 24 golos em 22 partidas pelo Galatasaray, foi vice-campeão Nacional e campeão da Supertaça Européia, mas por lesões, problemas pessoais e de adaptação não ficou muito tempo no clube.
Foi convocado onze vezes para a seleção brasileira jogando sete e marcando um golo contra a Tailândia. Em 2001 entra no Sporting Clube de Portugal.
Jogou no Sporting de 2001 a 2003, onde foi Campeão Português, vencedor da Taça de Portugal e da Supertaça em 2001. Marcou 42 golos em 30 jogos na temporada 2001/2002 sendo novamente bota de ouro. A sua passagem pelo Sporting, foi determinante para o clube vencer a "tríplice coroa"(Campeonato, Taça e Supertaça).
Depois de uma época cheia de sucesso no Sporting , especulou-se muito acerca da sua transferência para um grande clube europeu. No entanto, essa tranferência não se veio a realizar. Entretanto, o jogador passou a ser desleixado, ganhando peso e perdendo a forma, acabando por, ao fim de oito temporadas, passar o título de melhor marcador para Fary, jogador do Beira-mar. Em 2003 transferiu-se para o Bolton, onde jogou sete partidas, foi emprestado ao Ancona, onde jogou apenas quatro jogos. Em 2004 foi emprestado ao Palmeiras, não jogou nenhum jogo e foi transferido para o  Newell's Old Boys onde jogou três partidas e foi campeão do Torneio Argentino de Abertura.
Em 2005 foi para o Deportivo Alavés, lider da série B Espanhola, mas não chegou a jogar pois ainda possuía contrato com o Newell abandonando o clube espanhol. Em 2005 Jardel foi contratado pelo Goiás do Brasil, mas no ano seguinte regressa a portugal, é apresentado como reforço do Beira-Mar para a temporada 2006-2007 da Primeira Liga Portuguesa, no entanto com seguidas contusões, acabou dispensado do clube. Transferiu-se em 2007 para o clube Famagusta. O clube cipriota que contratou Jardel terminou a temporada de 2006/2007 no terceiro lugar do campeonato. No clube, ele marcou três golos, o clube Famagusta sagrou-se vencedor da Taça do Chipre em futebol, Jardel juntou mais um título à sua carreira. Ainda em 2007, Jardel assinou pelos United Jets, porém abandonou o clube em 2008.
Em 2008, Jardel revelou que usava cocaína. 

Em 2008 o jogador assina com o Criciúma, clube brasileiro que revelou o seu ex-treinador Felipão e competiu na segunda divisão do campeonato brasileiro, estreando-se com a camisola do Tigre. Em 2009 Jardel é anunciado como novo reforço do Ferroviário, e estreou-se no campeonato cearense, marcando um grande golo na sua estreia. Ainda em 2009 Jardel muda para o América Footbal Club da Terceira Divisão do Ceará, em 2010 joga ainda pelo Flamengo, assinando mais tarde contrato por um ano com o Cherno More, da Bulgária. No final do ano Mário Jardel acerta a contratação com o Rio Negro de Manaus para a temporada 2011.

The Best of Jardel
Tema de Rui Veloso com referência a Jardel 
Rui Veloso - Nao me mintas
PUBLICADO digitalblueradio às 11:57 | LINK DO POST
tags:
Mário Jardel Almeida Ribeiro, conhecido como Jardel nasceu em Fortaleza, Brasil a 18 de Setembro de 1973. Filho de César Ribeiro e Maria de Fátima Almeida. Jardel teve uma passagem marcante pelo futebol português, jogou no Futebol Clube Do Porto, Sporting e Beira-Mar. 
Jogador formado nas escolinhas do Ferroviário, actuou pela equipa principal deste clube em 1990. No ano seguinte, o Vasco da Gama interessou-se por ele e compra o seu passe em 1993. O bicampeonato brasileiro de juniores e a conquista do Mundial Sub-21, na Austrália, pela seleção brasileira renderam-lhe o primeiro contrato profissional.  
Em 1993 marca onze golos na Taça Belo Horizonte de Juniores e nove na Copa São Paulo de Juniores pelo Vasco da Gama, foi campeão carioca. Em 1994, Jardel foi lançado como titular no clube após o falecimento de Denner num acidente de carro. Jardel fez o golo do empate contra o Flamengo que classificou o clube para a final, marcou 17 golos, marcando dois golos na final contra o Fluminense. No ano seguinte foi emprestado ao Grêmio e nele, ao lado de Paulo Nunes, formou a "dupla infernal".
Jardel caiu nas boas graças do técnico Felipão (Luiz Felipe Scolari) que montou um esquema tático especial para ele. Com o Grêmio conquistou o título mais importante da sua carreira, a Libertadores em 1995, terminou a competição com doze golos. No ano seguinte sagrou-se campeão gaúcho e da Recopa sul-americana ao vencer o Independiente por 4-1 marcando o terceiro golo. Em 1996 foi vendido ao Futebol Clube do Porto.
Foi pelo Porto que Jardel conheceu os maiores êxitos desportivos da sua carreira. Foi vencedor da Supertaça Cândido de Oliveira na temporada 1996/97. Tricampeão português em 1996/97, 1997/98, 1998/99 e vencedor da Taça de Portugal em 1997/98 e 1999/2000. Os adeptos do Porto imortalizaram-no com a alcunha de "Super Mário". 
Foi quatro vezes melhor marcador do Campeonato Nacional fazendo trinta golos em 31 partidas na temporada 1996/97, na época 1997/98 marcou 26 golos em 30 partidas, na época seguinte 1998/99 marcou  36 em 32 partidas e 38 golos na temporada 1999/00 em 32 partidas. Em torneios internacionais marcou quinze golos em 24 jogos nos quatro anos. 
Foi campeão da bota de prata em 1997, da bota de ouro em 1999, além do prêmio de melhor goleador da Europa dado pela revista inglesa World Soccer. Ganhou a bota de bronze em 2000.
Transferiu-se para a Turquia na temporada 2000/2001, marcando cinco golos logo na estreia e marcou 24 golos em 22 partidas pelo Galatasaray, foi vice-campeão Nacional e campeão da Supertaça Européia, mas por lesões, problemas pessoais e de adaptação não ficou muito tempo no clube.
Foi convocado onze vezes para a seleção brasileira jogando sete e marcando um golo contra a Tailândia. Em 2001 entra no Sporting Clube de Portugal.
Jogou no Sporting de 2001 a 2003, onde foi Campeão Português, vencedor da Taça de Portugal e da Supertaça em 2001. Marcou 42 golos em 30 jogos na temporada 2001/2002 sendo novamente bota de ouro. A sua passagem pelo Sporting, foi determinante para o clube vencer a "tríplice coroa"(Campeonato, Taça e Supertaça).
Depois de uma época cheia de sucesso no Sporting , especulou-se muito acerca da sua transferência para um grande clube europeu. No entanto, essa tranferência não se veio a realizar. Entretanto, o jogador passou a ser desleixado, ganhando peso e perdendo a forma, acabando por, ao fim de oito temporadas, passar o título de melhor marcador para Fary, jogador do Beira-mar. Em 2003 transferiu-se para o Bolton, onde jogou sete partidas, foi emprestado ao Ancona, onde jogou apenas quatro jogos. Em 2004 foi emprestado ao Palmeiras, não jogou nenhum jogo e foi transferido para o  Newell's Old Boys onde jogou três partidas e foi campeão do Torneio Argentino de Abertura.
Em 2005 foi para o Deportivo Alavés, lider da série B Espanhola, mas não chegou a jogar pois ainda possuía contrato com o Newell abandonando o clube espanhol. Em 2005 Jardel foi contratado pelo Goiás do Brasil, mas no ano seguinte regressa a portugal, é apresentado como reforço do Beira-Mar para a temporada 2006-2007 da Primeira Liga Portuguesa, no entanto com seguidas contusões, acabou dispensado do clube. Transferiu-se em 2007 para o clube Famagusta. O clube cipriota que contratou Jardel terminou a temporada de 2006/2007 no terceiro lugar do campeonato. No clube, ele marcou três golos, o clube Famagusta sagrou-se vencedor da Taça do Chipre em futebol, Jardel juntou mais um título à sua carreira. Ainda em 2007, Jardel assinou pelos United Jets, porém abandonou o clube em 2008.
Em 2008, Jardel revelou que usava cocaína. 

Em 2008 o jogador assina com o Criciúma, clube brasileiro que revelou o seu ex-treinador Felipão e competiu na segunda divisão do campeonato brasileiro, estreando-se com a camisola do Tigre. Em 2009 Jardel é anunciado como novo reforço do Ferroviário, e estreou-se no campeonato cearense, marcando um grande golo na sua estreia. Ainda em 2009 Jardel muda para o América Footbal Club da Terceira Divisão do Ceará, em 2010 joga ainda pelo Flamengo, assinando mais tarde contrato por um ano com o Cherno More, da Bulgária. No final do ano Mário Jardel acerta a contratação com o Rio Negro de Manaus para a temporada 2011.

The Best of Jardel
Tema de Rui Veloso com referência a Jardel 
Rui Veloso - Nao me mintas
PUBLICADO digitalblueradio às 11:57 | LINK DO POST
tags:
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
15
16
17
19
22
23
24
26
27
28
29
30
COMENTÁRIOS
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
Que feio!Foi no meu blog, pegou meu texto, modific...
E um meio de sobrevive
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
subscrever feeds
blogs SAPO