O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
Rosa Francelina Dias Martins conhecida artisticamente por Dona Rosa nasceu no Porto, no Bairro da Sé a 1 de Fevereiro de 1957.
Dona Rosa nasceu num meio familiar dificil, numa familia com vinte e três irmãos e que viviam de esmola, cegou aos quatro anos na sequência de uma meningite. A família sem posses para sustentar uma criança cega, incentiva-a a tomar contacto com o reportório tradicional de canções portuguesas e a actuar em locais públicos como tascas e cafés, para pedir esmola como forma de sobrevivência, assim pediu desde a infância nas ruas para sobreviver e fez a quarta classe.
Dona Rosa é entretanto internada num asilo de freiras, assim obteve acesso ao que de outro modo não aspiraria, mais alguns estudos, até perto dos vinte anos frequentou algumas escolas especiais, primeiro em Lisboa, depois no Porto. Quando chegou a altura de se ir embora e que deveria supostamente ir para junto da família, apanhou um taxi até Ovar e depois compra um bilhete de comboio de ida, sem volta, para Lisboa. Passou a ter cedo a solidariedade da comunidade cega lisboeta na grande cidade. A vida de rua tornou-se numa forma de ganha-pão, através da venda de talões de lotaria,  almanaques, calendários e que começou a vender com vinte e um anos. Quando o rendimento não chegava, Dona Rosa pedia esmola.
Aos trinta anos tornou-se cantora de rua, depois de lhe terem roubado o maço de cautelas, deu-se o incentivo inesperado para fazer do canto sobrevivência e que fez com que deixasse de vender lotarias, desde aí, as ruas de Lisboa familiarizaram-se com as suas actuações, o que aconteceu durante mais de vinte anos. Até ao dia em que estava a cantar na Rua Augusta e um austríaco parou para a ouvir e fica impressionado e intrigado com a sua performance que o arrepiaria nessa visita turística que efectuava a Lisboa, passado uns tempos, a vida de Dona Rosa dá uma reviravolta quando o tal austríaco, André Heller, artista multimedia austríaco, e que dirigia uma produção televisiva sobre vozes espirituais do mundo (intitulada Vozes do Mundo), enviou a Lisboa uma pessoa para a encontrar, é então encontrada e surge o convite para ir cantar a Marrocos, nesta participação num programa musical em Marrakech leva-a a conhecer o Coro das Vozes Bulgaras com quem a cantora viria a colaborar.
Em pouco tempo, a rotina de vida de Dona Rosa muda radicalmente, assim de pedinte cega descoberta na Rua Augusta entra nos circuitos da World Music, e percorreu os palcos do mundo, de Amesterdão a Istambul, do Reino Unido à China e de Viena a Paris, com mais de duzentos e cinquenta concertos realizados, passando a integrar um circuito artístico ao vivo, acompanhada por um quarteto, que se intitula "Grupo de Amigos da Dona Rosa".
Dona Rosa in Taiwan
Essa foi a acendalha, o fogo que toda a vida ardeu dentro de Dona Rosa passou a ver-se, e lança alguns discos, entre eles destaque para "Histórias da Rua" (2000), "Segredos" (2003) e "Alma Livre" (2007).
Em Portugal nunca teve projecção. Mas nem por isso a sua vida mudou muito, acompanhada apenas pelos ferrinhos, Dona Rosa continua esporadicamente e quando lhe apetece a cantar na rua, ao mesmo tempo que vende os seus discos e assim vai continuando no seu pouso habitual, na Rua Augusta, com um CD pendurado na camisola, à espera que caia uma moedinha na caixa de esmolas ou que alguém queira comprar os seus discos, mas se o faz é porque já faz parte dela, há também o factor humano, a solidão de quem desde cedo foi obrigada a ser independente, apagada com conversas de circunstância estabelecidas com os transeuntes e encontrando pessoas que se tornaram suas amigas e conhecidas pelos vinte anos que passou a cantar na rua.
Assim consegue comunicar, conviver e falar, espantando a solidão, na rua fala com as pessoas, treina a voz, vende uns discos e como não tem familia, as épocas festivas passa-as na rua, procurando consolo nos cumprimentos e saudações dos transeuntes, bem como o carinho de quem manifesta saudades suas e pergunta "o que é feito de si?" e "Há quanto tempo não a via!".
Dona Rosa em Marrocos
Histórias de vida
PUBLICADO digitalblueradio às 13:52 | LINK DO POST
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
Que feio!Foi no meu blog, pegou meu texto, modific...
E um meio de sobrevive
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
SAPO Blogs