O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
Franz Kafka nasceu em Praga a 3 de julho de 1883 e morreu a 3 de junho de 1924, foi um dos maiores escritores de ficção da língua alemã do século XX. Kafka nasceu numa família de classe média judia em Praga, o seu pai era Hermann Kafka empresário, a mãe chamava-se Julie. O seu estilo literário está presente em obras como "A Metamorfose" (1915), "O Processo (1925) e "O Castelo" (1926). Franz era o mais velho de seis filhos. Ele tinha dois irmãos mais novos, Georg e Heinrich, que morreram cedo e três irmãs mais novas: Gabriele, Valerie e Ottilie.
A mãe de Franz ajudava a administrar os negócios do marido e as foram criadas em grande parte por uma série de governantas e funcionários. Durante a Segunda Guerra Mundial, as irmãs de Kafka foram enviadas para o Gueto de Lodz e morreram ali em campos de extermínio. Ottla foi enviada para o campo de concentração de Theresienstadt e em seguida para o campo de extermínio de Auschwitz , onde 1.267 crianças e 51 encarregados de educação, incluindo Ottla, foram asfixiados com gás até a morte.
Kafka cresce sob as influências de três culturas: a judaica, a tcheca e a alemã. Em 1903, Kafka tem a sua primeira relação sexual, o que lhe trará alguma insegurança por toda a vida. Nesse ano também, ele faz a sua primeira visita a um sanatório. Teve vários casos amorosos mal resolvidos, uns por intervenção dos pais das raparigas, outros por desinteresse próprio. Entre 1914 e 1924, Kafka esteve três vezes perto do casamento. Desistiu sempre. Tentou primeiro por duas ocasiões com Felice Bauer, uma alemã com quem se correspondeu até 1917. A última vez foi com Julie Wohryzek, mais nova do que ele.
Kafka queria estudar Filosofia, no entanto é impedido pelo pai, tendo de decidir entre Química e Direito, Franz opta pela faculdade de Química. Permanece 15 dias no curso e desiste, entrando para a faculdade de Direito, formou-se em 1906. Solitário, com a vida afetiva marcada por irresoluções e frustrações, Kafka atingiu pouca fama com os seus livros, na maioria editados postumamente. Mesmo assim era respeitado nos círculos de literatura que frequentava. 
Epitáfios em hebraico no túmulo da família Kafka
O seu livro "A Metamorfose" (1915) narra o caso de um homem que acorda transformado num enorme inseto; 
"O Processo" (1925) conta a história de um homem julgado e condenado por um crime que ele mesmo ignora; 
O livro "A Colônia Penal" (1914) fala sobre uma máquina que tem o poder de executar sentenças. Trata-se de uma história absurda sobre uma Colônia que usa esta máquina para torturar e matar pessoas, sem que estas sequer saibam o porquê da sua morte. Autor de várias colectâneas de contos, Kafka escreveu também a avassaladora "Carta ao Pai" (1919) e centenas de páginas de diários. Deixou inacabado o romance "Amerika" e mesmo alguns capítulos de "O Processo". Kafka morreu num sanatório perto de Viena, onde se internou com tuberculose, faleceu no dia 3 de junho de 1924 a causa oficial da sua morte foi insuficiência cardíaca.
PUBLICADO digitalblueradio às 14:59 | LINK DO POST
tags:
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
29
30
COMENTÁRIOS
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
Que feio!Foi no meu blog, pegou meu texto, modific...
E um meio de sobrevive
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
blogs SAPO