O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
A toxicodependência é um dos problemas sociais mais graves do nosso tempo. Ninguém fica alheio a esta realidade. Se aceitarmos que a toxicodependência é um problema social, então temos que aceitar também que o problema é de todos, ou seja, é de cada um, uma responsabilidade de todos e de cada um. Esta ligação entre o social e o individual, responsabiliznado ao mesmo tempo as pessoas e as organizações, é a marca comum de todos os problemas do nosso tempo, tais como, guerras, fome, justiça social, participação e cidadania, exclusão, racismo, violência, segurança, consumismo. São problemas que resultam da forma como a sociedade está organizada e somos nós que a organizamos.
Significa que somos todos responsáveis? Significa que todos temos culpa?...Pensar assim é olhar para o pretérito. A ideia de responsabilidade aponta para o futuro, para a gestão do problema. É aí que todos temos um papel a desempenhar, todos temos de assumir que a nossa colaboração é fundamental. A colaboração de cada um começa na condução da sua própria vida e passa por um envolvimento responsável na vida da comunidade que nos rodeia. Então do que estamos a falar?
Drogas? Toxicodependência?...Todos temos uma opinião a dar.
Este assunto é controverso, não espero que concordem com o que escrevo, espero que pensem no que escrevo. 
Se vivemos todos no mesmo mundo sujeito ás mesmas pressões então porque é que nos achamos "fortalezas" inexpugnáveis?
Porque é que nos achamos "Deuses" sempre prontos a julgar? 
Estes problemas também nos podem acontecer a nós, aos nossos filhos! Estes que nós achamos que são porventura os mais fracos, porque não queremos admitir que eles são o espelho da nossas indiferença, são a ferida exposta que sangra o vermelho do desespero, são a nossa consciência que não está adormecida porque eles existem, não aparecem nos nossos sonhos.
São "seres" que ajudamos a construir, para depois serem "cuspidos" com discursos hipócritas e análises profundas, criando uma separação, por vezes radical, entre duas categorizações o "nós" e o "eles" e assim todos estes problemas se tornam aceitáveis porque ficam diluidos em conteudos "intelectuais".
É evidente que os toxicodependentes também são responsáveis pelo caminho que percorrem entre a vida liberta de droga e a vida dependente de droga. São responsáveis por dar os passos fundamentais para a sua recuperação, mas quando estão dependentes estão doentes não controlam essa situação e a sua vida. Precisam de ajuda, precisam de se tratar. As pessoas dependentes têm uma ideia sobre si mesmas, uma sede de viver e de vencer depressa, o medo exagerado do futuro, o sofrimento é insuportável para alguns,...
O problema não tem respostas certas, resoluções definitivas, é a massa da cidade que está a matar o respeito que o ser humano tinha de ter um pelo outro. A contribuição da politica é idispensável para geri-lo, cabe aos politicos definir a estratégia e promover a mobilização e a responsabilidade de todos e de cada um. É do respeito pelo outro que nasce o respeito por nós próprios e o sentido de uma vida digna e responsável. Não deixemos que o respeito e o amor pelo próximo morra dentro de nós! 
PUBLICADO digitalblueradio às 15:25 | LINK DO POST
tags:
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
Que feio!Foi no meu blog, pegou meu texto, modific...
E um meio de sobrevive
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
SAPO Blogs