O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
António Alves Redol nasceu em Vila Franca de Xira a 29 de Dezembro de 1911 e morreu em Lisboa a 29 de Novembro de 1969, escritor.
Alves Redol começou a trabalhar cedo dada a natureza modesta da sua família. Parte para Angola, aos 16 anos, procurando melhores condições de vida, regressando a Portugal três anos depois. Junta-se ao Movimento de Unidade Democrática (MUD), que se opunha ao regime do Estado Novo, e filia-se no Partido Comunista, escrevendo artigos no jornal "O Diabo". Em 1939 lança o romance "Gaibéus", nome dado aos camponeses da Beira que iam fazer a ceifa do arroz ao Ribatejo, em meados do século XX. Daí em diante a sua obra revela uma grande preocupação social, velada ainda assim, dada a censura e à perseguição política movida pelo regime de Salazar aos oposicionistas, e mormente aos simpatizantes do PCP, como era o caso. Chegou mesmo a sofrer prisão política tendo sido torturado.
O seu último romance, "Barranco de Cegos" é de 1962 e é por muitos considerado a sua obra-prima. Ficam alguns dos seus livros. 
"Gaibéus"(1939),"Marés"(1941),"Avieiros"(1942)"Fanga"(1943),"Os Reinegros"(1945)
"Porto Manso"(1946),"Horizonte Cerrado"(1949)
"Os Homens e as Sombras"(1951)  
"Vindima de Sangue"(1953)
"Olhos de Água"(1954)
"A Barca dos Sete Lemes"(1958)
"Uma Fenda na Muralha"(1959)
"Barranco de Cegos"(1962)
"A vida Mágica da Sementinha" 
"Constantino, Guardador de Vacas e de Sonhos"
PUBLICADO digitalblueradio às 16:44 | LINK DO POST
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
Que feio!Foi no meu blog, pegou meu texto, modific...
E um meio de sobrevive
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
blogs SAPO