O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
William Shakespeare baptizado a 26 de Abril de 1564 morreu a 23 de Abril de 1616. Das suas obras restaram até os dias de hoje 38 peças, 154 sonetos, dois longos poemas narrativos, e diversos outros poemas. As suas peças foram traduzidas para os principais idiomas do globo, e são encenadas mais do que as de qualquer outro dramaturgo. Muitos dos seus textos e temas,
 especialmente os do teatro, permaneceram vivos até aos nossos dias, sendo revisitados com freqüência pelo teatro, televisão, cinema e literatura. Entre as suas obras mais conhecidas estão Romeu e Julieta, que se tornou a história de amor por excelência, e Hamlet, que possui uma das frases mais conhecidas da língua inglesa: To be or not to be: that's the question (Ser ou não ser, eis a questão).

Shakespeare nasceu e foi criado em Stratford-upon-Avon. Aos 18 anos, segundo alguns estudiosos, casou-se com Anne Hathaway, que lhe concedeu três filhos: Susanna, e os gêmeos Hamnet e Judith. Entre 1585 e 1592 William começou uma carreira bem-sucedida em Londres como actor e escritor. Restaram poucos registros da vida privada de Shakespeare, e existem muitas especulações sobre assuntos como a sua aparência física, sexualidade, crenças religiosas, e se algumas das obras que lhe são atribuídas teriam sido escritas por outros autores.

Shakespeare produziu a maior parte da sua obra entre 1590 e 1613. As suas primeiras peças eram principalmente comédias e obras baseadas em eventos e personagens históricos, gêneros que ele levou ao ápice da sofisticação e do talento artístico, mais tarde escreve apenas tragédias até por volta de 1608, incluindo Hamlet, Rei Lear e Macbeth, consideradas algumas das obras mais importantes da língua inglesa. Na sua última fase, escreveu um conjuntos de peças classificadas como tragicomédias ou romances, e colaborou com outros dramaturgos. 
Embora o mundo o conheça como William Shakespeare, na época de Elizabeth I de Inglaterra a ortografia não era fixa e absoluta, então encontraram-se documentos com os nomes Shakspere, Shaksper e Shake-speare. 

Casa de Stratford-upon-Avon

Acredita-se que William Shakespeare era filho de John Shakespeare, um bem-sucedido luveiro e sub-prefeito de Straford e de Mary Arden filha de um rico proprietário de terras. Embora a sua data de nascimento seja desconhecida, admite-se a de 23 de Abril de 1564 com base no registro do seu baptizado a 26 do mesmo mês, devido ao costume, à época, de se baptizarem as crianças três dias após o nascimento. Shakespeare foi o terceiro filho de uma prole de oito. Segundo certos biógrafos, Shakespeare precisou de trabalhar cedo para ajudar a família, aprendendo, inclusive, a tarefa de esquartejar bois e até abater carneiros.

Em 1582, aos 18 anos de idade, casou com Anne Hathaway, uma mulher de 26 anos, que estava grávida. O casal teve uma filha, Susanna, e dois anos depois, os gêmeos Hamnet e Judith. Após o nascimento dos gêmeos, há pouquíssimos vestígios históricos a respeito de Shakespeare, até que é mencionado na cena teatral de Londres em 1592. Devido a isso, estudiosos referem-se aos anos de 1585 a 1592 como os Anos perdidos de Shakespeare. 

William Shakespeare morreu a 23 de Abril de 1616. 
 Em Stratford, a tumba de Shakespeare
A morte de Shakespeare está até aos dias de hoje envolta em mistério.  Acredita-se que Shakespeare temia o costume da sua época, em que provavelmente havia a necessidade de se esvaziar as mais antigas sepulturas para abrir espaços a novas e, por isso, há um epitáfio na sua lápide, que anuncia a maldição de quem mover os seus ossos.
Bom amigo, por Jesus, abstém-te
de profanar o corpo aqui enterrado.
Bendito seja o homem que respeite estas pedras,
e maldito o que remover os meus ossos.
Epitáfio na tumba de Shakespeare

Os restos mortais de Shakespeare foram sepultados na igreja da Santíssima Trindade (Holy Trinity Church) em Stratford-upon-Avon. O seu túmulo mostra uma estátua vibrante, em pose de literário, mais vivo do que nunca. A cada ano, na comemoração do seu nascimento, é colocada uma nova pena de ave na mão direita da estátua. 

Os eruditos costumam anotar quatro períodos na carreira dramaturgica de Shakespeare. Até meados de 1590, escreveu principalmente comédias, o segundo período iniciou-se aproximadamente em 1595, com a tragédia Romeu e Julieta e terminou com A Tragédia de Júlio César, em 1599. Durante esse tempo, escreveu o que são consideradas as suas grandes comédias e histórias. De 1600 a 1608, o que chamam de "período sombrio", Shakespeare escreveu as mais prestigiadas tragédias: Hamlet, Rei Lear e Macbeth. E de aproximadamente 1608 a 1613, escrevera principalmente tragicomédias e romances.
Muitos ainda hoje ao ouvirem falar de Shakespeare, acham "enfadonho", "que seca", talvez desconheçam verdadeiramente a sua obra, deixo aqui alguns dos seus poemas e pensamentos.
Os seus sonetos são uma profunda meditação sobre a natureza do amor, da paixão sexual, da procriação, da morte e do tempo.
Principais obrasSonho de uma Noite de Verão, O Mercador de Veneza, A Tempestade, Romeu e Julieta, Júlio César, Macbeth, Rei Lear, Hamlet, apenas para citar algumas.
Shakespeare no cinema
Hamlet (Kenneth Branagh) - Trailer 
 Anonymous (2011) Official Filme sobre William Shakespeare
Outros filmes de Shakespeare no cinema
PUBLICADO digitalblueradio às 11:34 | LINK DO POST
tags:
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
Que feio!Foi no meu blog, pegou meu texto, modific...
E um meio de sobrevive
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
blogs SAPO