O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
José Vital Branco Malhoa nasceu nas Caldas da Rainha a 28 de Abril de 1855 e morreu em Figueiró dos Vinhos a 26 de Outubro de 1933, Pintor, desenhista e professor português, conhecido como José Malhoa.
Com apenas 12 anos entrou para a escola de Belas Artes. Realizou inúmeras exposições, tanto em Portugal como no estrangeiro. Foi o primeiro presidente da Sociedade Nacional de Belas Artes e foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem de Santiago. Em 1933, ano da sua morte, foi criado o Museu de José Malhoa nas Caldas da Rainha.
Tendo aptidão para desenho e pintura reveladas logo na primeira infância, ingressa na Escola de Belas Artes de Lisboa. Trabalhou no comércio com o seu irmão, pintava apenas nas horas vagas, quando realizou a tela "A Seara Invadida", que inscreveu na exposição de Madrid, em 1882. O sucesso do quadro fez com que José Malhoa recebesse algumas encomendas, como o teto da sala de concertos no Conservatório Real de Lisboa, depois, o da sala do Supremo Tribunal de Justiça daquela cidade e a partir daí surgiram mais trabalhos que contribuíram para a sua notoriedade, como a pintura do teto da sala de jantar do Palácio do Conde de Burnay e dos aposentos do infante D. Afonso.
Também foi através das encomendas de obras para prédios públicos que José Malhoa dedicou espaço na sua carreira para a pintura histórica. É desta fase o emblemático quadro "O último interrogatório do Marquês de Pombal" e "A partida de Vasco da Gama", que inscreveu no concurso da Câmara Municipal de Lisboa, no qual conseguiu o primeiro lugar, em 1888, sendo agraciado com o grau de Cavaleiro da Ordem de Cristo. Outras obras importantes dentro da pintura histórica são os murais que se encontram no Museu da Marinha, realizados entre 1905 e 1908.
"Clara" de 1903
José Malhoa, tornou-se um pintor muito popular em Portugal por conta dos inúmeros quadros que pintou tendo como referência as paisagens lusitanas, principalmente as que contam um pouco da história dos camponeses, predominando o espaço rural. Mesmo sendo a sua obra claramente naturalista, as influências românticas não deixam de estar presentes, como as encontradas no quadro "A Beira Mar". Outros dois quadros se destacam "Os Bêbados", de 1907 e "O Fado", de 1910.

"Os bêbados"
Mas as cores vivas, a luminosidade, a alegria permeiam as diferentes fases da carreira do artista. O jeito brejeiro da camponesa do início do século traz ao espaço rural uma sensualidade possível. A obra "Clara", de 1903 mostra a beleza da mulher do campo, tema retomado em outros quadros, como "Cócegas", de 1904.  Malhoa deixou, em seu acervo, muitos retratos. A sua fama permitiu-lhe manter durante um bom tempo o número de encomendas de retratos, sempre oriundas da alta sociedade de Lisboa. 
 "As promessas"

Depois de muitas obras produzidas (Pintadas), o Museu Nacional de Belas Artes promoveu uma exposição retrospectiva. Após a morte de José Malhoa ficou decidido que um museu lhe seria dedicado nas Caldas da Rainha. 
PUBLICADO digitalblueradio às 11:39 | LINK DO POST
tags:
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
31994042009
Perfeito. Me sinto da mesma forma. Parece que desc...
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
SAPO Blogs