O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
A passagem de ano já passou mas ainda está fresca na minha memória a noite na qual fui encontrar sózinhos e perdidos, um conjunto de jovens com idades compreendidas entre os 12,13 anos e os 17,18, em estado de completa embriaguez (esperemos que fosse só issso). Perante este cenário negro várias questões, cada uma mais incomodativa que a outra, me surgiram e para as quais sinto que é necessário encontrar respostas. Mas não foi apenas este fato que me levou a falar disso, uma série de noticias provenientes não só do estrangeiro mas também infelizmente de vários pontos do nosso país, levam-me a concluir que alguma coisa vai mal na forma como os novos pais educam os filhos.
Todos nós sabemos, vêmos e lêmos que os nossos jovens se drogam, se embriagam, roubam, ferem-se a eles próprios e aos outros, não temem ninguém e muitas vezes não respeitam ninguém. Eu sei, eu vejo o que toda a gente vê!! 
Mas existe quem não queira ver!!!
Quando os pais nitidamente se rendem, quando por medo de serem considerados maus pais ou simplesmente por desinteresse, este pais não seguem como deviam a vida dos filhos, o seu dia-a-dia, saber dos seus problemas, das suas inquietudes, estes pais começam aí a perder os seus filhos. Muitas vezes estes jovens são obrigados a lidar com situações para as quais não estão minimamente preparados, quer fisica, quer psicológicamente. E se o mundo dos adultos é duro de roer, o mundo para estes jovens muitas vezes atirados ás feras, não é menos. É certo e sabido que  os adolescentes conseguem ser terriveis uns para os outros e se não houver um adulto que lhes diga que o que estão a fazer está incorreto, então vão tomar como dado adquirido tal comportamento.
Todos sabemos que ninguém é igual a ninguém, e termo "não há maus rapazes", nos dias de hoje está um pouco ultrapassado, é verdade que nem todos os jovens têm comportamentos de risco, mas também é verdade que muitos fazem o que vêm fazer. Quando vemos cada vez mais nas noticias, "jovem pega fogo a outro", "jovem é espancada por colegas" ou ouvimos a expressão"grupo de jovens delinquentes", "jovem entra com arma na escola e dispara indiscriminadamente", aí nessa altura os pais rapidamente se apressam a pegar nas "armas" que carregam em si, "as balas da culpa" e apontam-nas em todas as direções, em busca de um alvo que seja fácil de atingir; e quase sempre ou é o governo porque "não tem mão nisto", ou a policia "que não faz nada", a televisão "que só dá filmes violentos", a escola " que não os educa". 
Mas se não tivessemos tanta pressa em encontrar um culpado, veriamos que as coisas não são, nem podem ser assim,...senão vejamos: Admitir que a culpa é do governo, da policia, da escola, da televisão, é admitir que os pais abdicaram do seu papel de educadores tranferindo essa importante tarefa para os outros. Sejamos antes de mais corajosos para admitir que os jovens hoje estão mais independentes, mais violentos, "cresceram" á força, porque cada vez temos menos tempo para eles, para estar com eles, para ouvi-los, para partilhar a nossa vida com os nossos filhos. É claro que se tornam mais independentes, mais violentos, porque foram "obrigados" por nós a aprender e a "safarem-se" sózinhos, todos nós sabemos que quando a razão não é suficientemente madura para entender e lidar com muitas das coisas que a rodeiam, o jovem utiliza a agressividade para sobreviver ao duro e louco mundo que o cerca, essa  mesma agressividade que durante milhões de anos possibilitou aos homens e a outras espécies de animais sobreviver nos tempos mais dificeis. 
Dito isto deixo apenas uma pergunta, para quem me quiser responder.
Significa isto que á medida que avançamos no nosso conhecimento tecnológico, retrocedemos no nosso conhecimento dos modos de tratar os outros e educar?  
PUBLICADO digitalblueradio às 17:19 | LINK DO POST
tags:
A passagem de ano já passou mas ainda está fresca na minha memória a noite na qual fui encontrar sózinhos e perdidos, um conjunto de jovens com idades compreendidas entre os 12,13 anos e os 17,18, em estado de completa embriaguez (esperemos que fosse só issso). Perante este cenário negro várias questões, cada uma mais incomodativa que a outra, me surgiram e para as quais sinto que é necessário encontrar respostas. Mas não foi apenas este fato que me levou a falar disso, uma série de noticias provenientes não só do estrangeiro mas também infelizmente de vários pontos do nosso país, levam-me a concluir que alguma coisa vai mal na forma como os novos pais educam os filhos.
Todos nós sabemos, vêmos e lêmos que os nossos jovens se drogam, se embriagam, roubam, ferem-se a eles próprios e aos outros, não temem ninguém e muitas vezes não respeitam ninguém. Eu sei, eu vejo o que toda a gente vê!! 
Mas existe quem não queira ver!!!
Quando os pais nitidamente se rendem, quando por medo de serem considerados maus pais ou simplesmente por desinteresse, este pais não seguem como deviam a vida dos filhos, o seu dia-a-dia, saber dos seus problemas, das suas inquietudes, estes pais começam aí a perder os seus filhos. Muitas vezes estes jovens são obrigados a lidar com situações para as quais não estão minimamente preparados, quer fisica, quer psicológicamente. E se o mundo dos adultos é duro de roer, o mundo para estes jovens muitas vezes atirados ás feras, não é menos. É certo e sabido que  os adolescentes conseguem ser terriveis uns para os outros e se não houver um adulto que lhes diga que o que estão a fazer está incorreto, então vão tomar como dado adquirido tal comportamento.
Todos sabemos que ninguém é igual a ninguém, e termo "não há maus rapazes", nos dias de hoje está um pouco ultrapassado, é verdade que nem todos os jovens têm comportamentos de risco, mas também é verdade que muitos fazem o que vêm fazer. Quando vemos cada vez mais nas noticias, "jovem pega fogo a outro", "jovem é espancada por colegas" ou ouvimos a expressão"grupo de jovens delinquentes", "jovem entra com arma na escola e dispara indiscriminadamente", aí nessa altura os pais rapidamente se apressam a pegar nas "armas" que carregam em si, "as balas da culpa" e apontam-nas em todas as direções, em busca de um alvo que seja fácil de atingir; e quase sempre ou é o governo porque "não tem mão nisto", ou a policia "que não faz nada", a televisão "que só dá filmes violentos", a escola " que não os educa". 
Mas se não tivessemos tanta pressa em encontrar um culpado, veriamos que as coisas não são, nem podem ser assim,...senão vejamos: Admitir que a culpa é do governo, da policia, da escola, da televisão, é admitir que os pais abdicaram do seu papel de educadores tranferindo essa importante tarefa para os outros. Sejamos antes de mais corajosos para admitir que os jovens hoje estão mais independentes, mais violentos, "cresceram" á força, porque cada vez temos menos tempo para eles, para estar com eles, para ouvi-los, para partilhar a nossa vida com os nossos filhos. É claro que se tornam mais independentes, mais violentos, porque foram "obrigados" por nós a aprender e a "safarem-se" sózinhos, todos nós sabemos que quando a razão não é suficientemente madura para entender e lidar com muitas das coisas que a rodeiam, o jovem utiliza a agressividade para sobreviver ao duro e louco mundo que o cerca, essa  mesma agressividade que durante milhões de anos possibilitou aos homens e a outras espécies de animais sobreviver nos tempos mais dificeis. 
Dito isto deixo apenas uma pergunta, para quem me quiser responder.
Significa isto que á medida que avançamos no nosso conhecimento tecnológico, retrocedemos no nosso conhecimento dos modos de tratar os outros e educar?  
PUBLICADO digitalblueradio às 17:19 | LINK DO POST
tags:
A passagem de ano já passou mas ainda está fresca na minha memória a noite na qual fui encontrar sózinhos e perdidos, um conjunto de jovens com idades compreendidas entre os 12,13 anos e os 17,18, em estado de completa embriaguez (esperemos que fosse só issso). Perante este cenário negro várias questões, cada uma mais incomodativa que a outra, me surgiram e para as quais sinto que é necessário encontrar respostas. Mas não foi apenas este fato que me levou a falar disso, uma série de noticias provenientes não só do estrangeiro mas também infelizmente de vários pontos do nosso país, levam-me a concluir que alguma coisa vai mal na forma como os novos pais educam os filhos.
Todos nós sabemos, vêmos e lêmos que os nossos jovens se drogam, se embriagam, roubam, ferem-se a eles próprios e aos outros, não temem ninguém e muitas vezes não respeitam ninguém. Eu sei, eu vejo o que toda a gente vê!! 
Mas existe quem não queira ver!!!
Quando os pais nitidamente se rendem, quando por medo de serem considerados maus pais ou simplesmente por desinteresse, este pais não seguem como deviam a vida dos filhos, o seu dia-a-dia, saber dos seus problemas, das suas inquietudes, estes pais começam aí a perder os seus filhos. Muitas vezes estes jovens são obrigados a lidar com situações para as quais não estão minimamente preparados, quer fisica, quer psicológicamente. E se o mundo dos adultos é duro de roer, o mundo para estes jovens muitas vezes atirados ás feras, não é menos. É certo e sabido que  os adolescentes conseguem ser terriveis uns para os outros e se não houver um adulto que lhes diga que o que estão a fazer está incorreto, então vão tomar como dado adquirido tal comportamento.
Todos sabemos que ninguém é igual a ninguém, e termo "não há maus rapazes", nos dias de hoje está um pouco ultrapassado, é verdade que nem todos os jovens têm comportamentos de risco, mas também é verdade que muitos fazem o que vêm fazer. Quando vemos cada vez mais nas noticias, "jovem pega fogo a outro", "jovem é espancada por colegas" ou ouvimos a expressão"grupo de jovens delinquentes", "jovem entra com arma na escola e dispara indiscriminadamente", aí nessa altura os pais rapidamente se apressam a pegar nas "armas" que carregam em si, "as balas da culpa" e apontam-nas em todas as direções, em busca de um alvo que seja fácil de atingir; e quase sempre ou é o governo porque "não tem mão nisto", ou a policia "que não faz nada", a televisão "que só dá filmes violentos", a escola " que não os educa". 
Mas se não tivessemos tanta pressa em encontrar um culpado, veriamos que as coisas não são, nem podem ser assim,...senão vejamos: Admitir que a culpa é do governo, da policia, da escola, da televisão, é admitir que os pais abdicaram do seu papel de educadores tranferindo essa importante tarefa para os outros. Sejamos antes de mais corajosos para admitir que os jovens hoje estão mais independentes, mais violentos, "cresceram" á força, porque cada vez temos menos tempo para eles, para estar com eles, para ouvi-los, para partilhar a nossa vida com os nossos filhos. É claro que se tornam mais independentes, mais violentos, porque foram "obrigados" por nós a aprender e a "safarem-se" sózinhos, todos nós sabemos que quando a razão não é suficientemente madura para entender e lidar com muitas das coisas que a rodeiam, o jovem utiliza a agressividade para sobreviver ao duro e louco mundo que o cerca, essa  mesma agressividade que durante milhões de anos possibilitou aos homens e a outras espécies de animais sobreviver nos tempos mais dificeis. 
Dito isto deixo apenas uma pergunta, para quem me quiser responder.
Significa isto que á medida que avançamos no nosso conhecimento tecnológico, retrocedemos no nosso conhecimento dos modos de tratar os outros e educar?  
PUBLICADO digitalblueradio às 17:19 | LINK DO POST
tags:
 Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo - Dobrado
Duração: 1 Hora e 53 Minutos
Sinopse: Pérsia, Idade Média. Dastan (Jake Gyllenhaal) é um jovem príncipe, que auxilia o irmão a conquistar uma cidade. Lá ele encontra uma estranha e bela adaga, que decide guardar. Tamina (Gemma Arterton), a princesa local, percebe que Dastan detém a adaga e tenta-se aproximar dele para recuperá-la. A adaga possui o poder de fazer o seu portador viajar no tempo. Só que Dastan é vítima de um golpe. Ele é encarregado de entregar ao pai, o rei Sharaman (Ronald Pickup), uma túnica envenenada, que o mata. Perseguido como se fosse um assassino, ele precisa agora de provar a sua inocência e impedir que a adaga caia em mãos erradas.
PUBLICADO digitalblueradio às 15:14 | LINK DO POST
tags:
 Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo - Dobrado
Duração: 1 Hora e 53 Minutos
Sinopse: Pérsia, Idade Média. Dastan (Jake Gyllenhaal) é um jovem príncipe, que auxilia o irmão a conquistar uma cidade. Lá ele encontra uma estranha e bela adaga, que decide guardar. Tamina (Gemma Arterton), a princesa local, percebe que Dastan detém a adaga e tenta-se aproximar dele para recuperá-la. A adaga possui o poder de fazer o seu portador viajar no tempo. Só que Dastan é vítima de um golpe. Ele é encarregado de entregar ao pai, o rei Sharaman (Ronald Pickup), uma túnica envenenada, que o mata. Perseguido como se fosse um assassino, ele precisa agora de provar a sua inocência e impedir que a adaga caia em mãos erradas.
PUBLICADO digitalblueradio às 15:14 | LINK DO POST
tags:
 Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo - Dobrado
Duração: 1 Hora e 53 Minutos
Sinopse: Pérsia, Idade Média. Dastan (Jake Gyllenhaal) é um jovem príncipe, que auxilia o irmão a conquistar uma cidade. Lá ele encontra uma estranha e bela adaga, que decide guardar. Tamina (Gemma Arterton), a princesa local, percebe que Dastan detém a adaga e tenta-se aproximar dele para recuperá-la. A adaga possui o poder de fazer o seu portador viajar no tempo. Só que Dastan é vítima de um golpe. Ele é encarregado de entregar ao pai, o rei Sharaman (Ronald Pickup), uma túnica envenenada, que o mata. Perseguido como se fosse um assassino, ele precisa agora de provar a sua inocência e impedir que a adaga caia em mãos erradas.
PUBLICADO digitalblueradio às 15:14 | LINK DO POST
tags:
PUBLICADO digitalblueradio às 14:24 | LINK DO POST
tags:
PUBLICADO digitalblueradio às 14:24 | LINK DO POST
tags:
PUBLICADO digitalblueradio às 14:24 | LINK DO POST
tags:
Frases
"O casamento é a tentativa mal sucedida 
de extrair algo duradouro de um acidente."
O sexo é pura Matemática
Primeiro diminui as roupas
Depois divide as pernas
 Por último reza pra não haver multiplicação
Luta entre um Cromo e um Autocolante !!
O que é que a galinha foi fazer á igreja ? 
Assistir á Missa do Galo.
Por que é que Peron nunca teve filhos? 
Porque a mulher Evita!

Você conhece a piada do fotógrafo ?
Ainda nao foi revelada.
PARA FECHAR ASSISTA A ESTE VIDEO
VOCÊ SERIA CAPAZ?
PUBLICADO digitalblueradio às 12:55 | LINK DO POST
tags:
Frases
"O casamento é a tentativa mal sucedida 
de extrair algo duradouro de um acidente."
O sexo é pura Matemática
Primeiro diminui as roupas
Depois divide as pernas
 Por último reza pra não haver multiplicação
Luta entre um Cromo e um Autocolante !!
O que é que a galinha foi fazer á igreja ? 
Assistir á Missa do Galo.
Por que é que Peron nunca teve filhos? 
Porque a mulher Evita!

Você conhece a piada do fotógrafo ?
Ainda nao foi revelada.
PARA FECHAR ASSISTA A ESTE VIDEO
VOCÊ SERIA CAPAZ?
PUBLICADO digitalblueradio às 12:55 | LINK DO POST
tags:
Frases
"O casamento é a tentativa mal sucedida 
de extrair algo duradouro de um acidente."
O sexo é pura Matemática
Primeiro diminui as roupas
Depois divide as pernas
 Por último reza pra não haver multiplicação
Luta entre um Cromo e um Autocolante !!
O que é que a galinha foi fazer á igreja ? 
Assistir á Missa do Galo.
Por que é que Peron nunca teve filhos? 
Porque a mulher Evita!

Você conhece a piada do fotógrafo ?
Ainda nao foi revelada.
PARA FECHAR ASSISTA A ESTE VIDEO
VOCÊ SERIA CAPAZ?
PUBLICADO digitalblueradio às 12:55 | LINK DO POST
tags:
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
31994042009
Perfeito. Me sinto da mesma forma. Parece que desc...
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
subscrever feeds
SAPO Blogs