O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
José Maria de Eça de Queirós nasceu na Póvoa de Varzim a 25 de novembro de 1845 e morreu em Paris a 16 de agosto de 1900. Foi autor, entre outros romances de reconhecida importância, de "Os Maias" e "O crime do Padre Amaro". 
José Maria de Eça de Queirós nasceu em novembro de 1845, numa casa da Praça do Almada na Póvoa de Varzim, no centro da cidade; foi baptizado na Igreja Matriz de Vila do Conde. Filho de José Maria Teixeira de Queirós, nascido no Rio de Janeiro em 1820, e de Carolina Augusta Pereira d'Eça, nascida em Monção em 1826. O pai de Eça de Queirós, magistrado e par do reino, convivia regularmente com Camilo Castelo Branco, quando este vinha à Póvoa para se divertir no Largo do Café Chinês.
Eça de Queirós foi batizado como «filho natural de José Maria d'Almeida de Teixeira de Queirós e de Mãe incógnita».
Uma das teses para tentar justificar o facto dos pais do escritor não se terem casado antes do nascimento deste sustenta que Carolina Augusta Pereira de Eça não teria obtido o necessário consentimento da parte da sua mãe, já viúva do coronel José Pereira de Eça. De facto, seis dias após a morte da avó que a isso se oporia, casaram-se os pais de Eça de Queirós, quando o menino tinha quase quatro anos. Por via dessas contingências foi entregue a uma ama, aos cuidados de quem ficou até passar para a casa de Verdemilho em Aradas, Aveiro, a casa da sua avó paterna que em 1900 morreu. Nessa altura, foi internado no Colégio da Lapa, no Porto, de onde saiu em 1861, com dezasseis anos, para a Universidade de Coimbra onde estudou direito. Além do escritor, os pais teriam mais seis filhos.
O de Eça era magistrado, formado em Direito por Coimbra. Foi juiz instrutor do célebre processo de Camilo Castelo Branco, juiz da Relação e do Supremo Tribunal de Lisboa, presidente do Tribunal do Comércio, deputado por Aveiro, fidalgo cavaleiro da Casa Real, par do Reino e do Conselho de Sua Majestade. Foi ainda escritor e poeta. Em Coimbra, Eça foi amigo de Antero de Quental. Em 1866, Eça de Queirós terminou a Licenciatura em Direito na Universidade de Coimbra e passou a viver em Lisboa, exercendo a advocacia e jornalismo. 
Em 1869 e 1870, Eça de Queirós fez uma viagem de seis semanas ao Oriente na companhia de D. Luís de Castro, 5.º Conde de Resende, irmão da sua futura mulher, D. Emília de Castro. Visitaram também a Palestina. Aproveitou as notas de viagem para alguns dos seus trabalhos, "O mistério da estrada de Sintra" e a "A relíquia". Em 1870 entrou para a Administração Pública, sendo nomeado administrador do Concelho de Leiria. Foi enquanto permaneceu nesta cidade, que Eça de Queirós escreveu "O Crime do Padre Amaro2, publicada em 1875.
Eça entrou na carreira diplomática, em 1873 e foi nomeado cônsul de Portugal em Havana. Os anos mais produtivos da sua carreira literária foram passados em Inglaterra, entre 1874 e 1878, durante os quais exerceu o cargo em Newcastle e Bristol. O seu último livro foi "A Ilustre Casa de Ramires", morreu a 16 de Agosto de 1900 na sua casa de Neuilly, perto de Paris. Teve funeral de Estado. Está sepultado em Santa Cruz do Douro.
Algumas Obras de Eça
O mistério da estrada de Sintra (1870) 
O Crime do Padre Amaro (1875) 
A Tragédia da Rua das Flores (1877-78)
O Primo Basílio (1878)
O Mandarim (1880) 
As Minas de Salomão (1885) (tradução) 
A Relíquia (1887) 
Os Maias (1888)
Correspondência de Fradique Mendes (1900)
A Ilustre Casa de Ramires (1900)
A Cidade e as Serras (1901, póstumo) 
O conde de Abranhos (1925, póstumo)
PUBLICADO digitalblueradio às 15:39 | LINK DO POST
José Maria de Eça de Queirós nasceu na Póvoa de Varzim a 25 de novembro de 1845 e morreu em Paris a 16 de agosto de 1900. Foi autor, entre outros romances de reconhecida importância, de "Os Maias" e "O crime do Padre Amaro". 
José Maria de Eça de Queirós nasceu em novembro de 1845, numa casa da Praça do Almada na Póvoa de Varzim, no centro da cidade; foi baptizado na Igreja Matriz de Vila do Conde. Filho de José Maria Teixeira de Queirós, nascido no Rio de Janeiro em 1820, e de Carolina Augusta Pereira d'Eça, nascida em Monção em 1826. O pai de Eça de Queirós, magistrado e par do reino, convivia regularmente com Camilo Castelo Branco, quando este vinha à Póvoa para se divertir no Largo do Café Chinês.
Eça de Queirós foi batizado como «filho natural de José Maria d'Almeida de Teixeira de Queirós e de Mãe incógnita».
Uma das teses para tentar justificar o facto dos pais do escritor não se terem casado antes do nascimento deste sustenta que Carolina Augusta Pereira de Eça não teria obtido o necessário consentimento da parte da sua mãe, já viúva do coronel José Pereira de Eça. De facto, seis dias após a morte da avó que a isso se oporia, casaram-se os pais de Eça de Queirós, quando o menino tinha quase quatro anos. Por via dessas contingências foi entregue a uma ama, aos cuidados de quem ficou até passar para a casa de Verdemilho em Aradas, Aveiro, a casa da sua avó paterna que em 1900 morreu. Nessa altura, foi internado no Colégio da Lapa, no Porto, de onde saiu em 1861, com dezasseis anos, para a Universidade de Coimbra onde estudou direito. Além do escritor, os pais teriam mais seis filhos.
O de Eça era magistrado, formado em Direito por Coimbra. Foi juiz instrutor do célebre processo de Camilo Castelo Branco, juiz da Relação e do Supremo Tribunal de Lisboa, presidente do Tribunal do Comércio, deputado por Aveiro, fidalgo cavaleiro da Casa Real, par do Reino e do Conselho de Sua Majestade. Foi ainda escritor e poeta. Em Coimbra, Eça foi amigo de Antero de Quental. Em 1866, Eça de Queirós terminou a Licenciatura em Direito na Universidade de Coimbra e passou a viver em Lisboa, exercendo a advocacia e jornalismo. 
Em 1869 e 1870, Eça de Queirós fez uma viagem de seis semanas ao Oriente na companhia de D. Luís de Castro, 5.º Conde de Resende, irmão da sua futura mulher, D. Emília de Castro. Visitaram também a Palestina. Aproveitou as notas de viagem para alguns dos seus trabalhos, "O mistério da estrada de Sintra" e a "A relíquia". Em 1870 entrou para a Administração Pública, sendo nomeado administrador do Concelho de Leiria. Foi enquanto permaneceu nesta cidade, que Eça de Queirós escreveu "O Crime do Padre Amaro2, publicada em 1875.
Eça entrou na carreira diplomática, em 1873 e foi nomeado cônsul de Portugal em Havana. Os anos mais produtivos da sua carreira literária foram passados em Inglaterra, entre 1874 e 1878, durante os quais exerceu o cargo em Newcastle e Bristol. O seu último livro foi "A Ilustre Casa de Ramires", morreu a 16 de Agosto de 1900 na sua casa de Neuilly, perto de Paris. Teve funeral de Estado. Está sepultado em Santa Cruz do Douro.
Algumas Obras de Eça
O mistério da estrada de Sintra (1870) 
O Crime do Padre Amaro (1875) 
A Tragédia da Rua das Flores (1877-78)
O Primo Basílio (1878)
O Mandarim (1880) 
As Minas de Salomão (1885) (tradução) 
A Relíquia (1887) 
Os Maias (1888)
Correspondência de Fradique Mendes (1900)
A Ilustre Casa de Ramires (1900)
A Cidade e as Serras (1901, póstumo) 
O conde de Abranhos (1925, póstumo)
PUBLICADO digitalblueradio às 15:39 | LINK DO POST
José Maria de Eça de Queirós nasceu na Póvoa de Varzim a 25 de novembro de 1845 e morreu em Paris a 16 de agosto de 1900. Foi autor, entre outros romances de reconhecida importância, de "Os Maias" e "O crime do Padre Amaro". 
José Maria de Eça de Queirós nasceu em novembro de 1845, numa casa da Praça do Almada na Póvoa de Varzim, no centro da cidade; foi baptizado na Igreja Matriz de Vila do Conde. Filho de José Maria Teixeira de Queirós, nascido no Rio de Janeiro em 1820, e de Carolina Augusta Pereira d'Eça, nascida em Monção em 1826. O pai de Eça de Queirós, magistrado e par do reino, convivia regularmente com Camilo Castelo Branco, quando este vinha à Póvoa para se divertir no Largo do Café Chinês.
Eça de Queirós foi batizado como «filho natural de José Maria d'Almeida de Teixeira de Queirós e de Mãe incógnita».
Uma das teses para tentar justificar o facto dos pais do escritor não se terem casado antes do nascimento deste sustenta que Carolina Augusta Pereira de Eça não teria obtido o necessário consentimento da parte da sua mãe, já viúva do coronel José Pereira de Eça. De facto, seis dias após a morte da avó que a isso se oporia, casaram-se os pais de Eça de Queirós, quando o menino tinha quase quatro anos. Por via dessas contingências foi entregue a uma ama, aos cuidados de quem ficou até passar para a casa de Verdemilho em Aradas, Aveiro, a casa da sua avó paterna que em 1900 morreu. Nessa altura, foi internado no Colégio da Lapa, no Porto, de onde saiu em 1861, com dezasseis anos, para a Universidade de Coimbra onde estudou direito. Além do escritor, os pais teriam mais seis filhos.
O de Eça era magistrado, formado em Direito por Coimbra. Foi juiz instrutor do célebre processo de Camilo Castelo Branco, juiz da Relação e do Supremo Tribunal de Lisboa, presidente do Tribunal do Comércio, deputado por Aveiro, fidalgo cavaleiro da Casa Real, par do Reino e do Conselho de Sua Majestade. Foi ainda escritor e poeta. Em Coimbra, Eça foi amigo de Antero de Quental. Em 1866, Eça de Queirós terminou a Licenciatura em Direito na Universidade de Coimbra e passou a viver em Lisboa, exercendo a advocacia e jornalismo. 
Em 1869 e 1870, Eça de Queirós fez uma viagem de seis semanas ao Oriente na companhia de D. Luís de Castro, 5.º Conde de Resende, irmão da sua futura mulher, D. Emília de Castro. Visitaram também a Palestina. Aproveitou as notas de viagem para alguns dos seus trabalhos, "O mistério da estrada de Sintra" e a "A relíquia". Em 1870 entrou para a Administração Pública, sendo nomeado administrador do Concelho de Leiria. Foi enquanto permaneceu nesta cidade, que Eça de Queirós escreveu "O Crime do Padre Amaro2, publicada em 1875.
Eça entrou na carreira diplomática, em 1873 e foi nomeado cônsul de Portugal em Havana. Os anos mais produtivos da sua carreira literária foram passados em Inglaterra, entre 1874 e 1878, durante os quais exerceu o cargo em Newcastle e Bristol. O seu último livro foi "A Ilustre Casa de Ramires", morreu a 16 de Agosto de 1900 na sua casa de Neuilly, perto de Paris. Teve funeral de Estado. Está sepultado em Santa Cruz do Douro.
Algumas Obras de Eça
O mistério da estrada de Sintra (1870) 
O Crime do Padre Amaro (1875) 
A Tragédia da Rua das Flores (1877-78)
O Primo Basílio (1878)
O Mandarim (1880) 
As Minas de Salomão (1885) (tradução) 
A Relíquia (1887) 
Os Maias (1888)
Correspondência de Fradique Mendes (1900)
A Ilustre Casa de Ramires (1900)
A Cidade e as Serras (1901, póstumo) 
O conde de Abranhos (1925, póstumo)
PUBLICADO digitalblueradio às 15:39 | LINK DO POST
tags:


Madonna Louise Veronica Ciccone , nasceu a 16 de Agosto de 1958, mais conhecida como Madonna, é uma cantora, actriz compositora,  dançarina, empresária, produtora musical e cinematográfica norte-americana. 
Mudou para Nova Iorque em 1977 em 1983 lançou o seu álbum de estreia.
Ao longo de sua carreira, coleccionou sucessos como, "Like a Virgin", "Papa Don't Preach", "Live to Tell", "Like A Prayer", "Vogue", "Take a Bow", "Frozen", "Music", "Hung Up" e "4 Minutes".  

Madonna tem sido elogiada pela crítica pelas suas produções musicais diversificadas que servem ao mesmo tempo como meio de chamar atenção para controvérsias religiosas e sexuais.
Participa no filme Evita  e ganha  o Globo de Ouro de Melhor Actriz.
Escritora de livros infantis, cinema,e moda são algumas das suas paixões.

Madonna é uma mulher do espectáculo. 
A imagem de menina rebelde e os vídeos com pose sexy tornaram Madonna numa sex-symbol e numa superstar. 

     
 A sua mãe, Madonna Louise (née Fortin), era de ascendência franco-canadense, e o seu pai, Silvio Antonio Ciccone,  um americano de primeira geração italiana.
A família Ciccone é originária de Pacentro, Itália. 
 Ela é a terceira de seis filhos dos mesmos pais, seus irmãos de sangue são: Martin, Anthony, Paula, Christopher e Melanie.

A sua mãe morreu de cancro da mama aos 30 anos em 1963.
O seu pai  casou com a governanta da família Joan Gustafson, e  tiveram dois filhos: Jennifer e Mario Ciccone.
Alguns anos mais tarde Madonna teve aulas de ballet e em 1977 mudou-se para Nova Iorque, trabalhou como empregada de balcão, trabalha com o  artista francês Patrick Hernandez e  envolve-se  romanticamente com o músico Dan Gilroy. 
Eles formaram a sua primeira banda rock, a Breakfast Club, para a qual Madonna cantava e tocava bateria e guitarra. 
Em 1980, ela deixou a Breakfast Club e, com seu ex-namorado, Stephen Bray como baterista, formou a banda Emmy. 
Em 1982 lança o primeiro single, "Everybody".
  Nesta altura  Madonna foi morar com o namorado John "Jellybean" Benitez, que acaba por  terminar a produção do álbum, "Holiday",  foi o terceiro single ,  "Borderline" e "Lucky Star", foram os sucessos seguintes. 

Aos poucos, o seu estilo e roupas, as suas performances e  vídeoclipes  começaram a influenciar o público feminino. 
O seu estilo tornou-se uma tendência de moda feminina da década de 1980. 
 Em 1985, Madonna entra na carreira cinematográfica, começando com uma breve aparição como cantora no filme "Vision Quest",  da banda sonora sai  um single de sucesso , "Crazy For You". 
Aparece  na comédia "Desesperadamente á procura  de Susana", de (1985), um filme que lança novo sucesso na sua carreira "Into the Groove".  
Enquanto filmavam o vídeo "Material Girl", Madonna começou a namorar o actor Sean Penn e casaram. 
As revistas Penthouse e  Playboy publicaram uma série de fotos nuas de Madonna, tiradas em Nova York em 1978. 


Em  1986, Madonna iniciou uma colaboração com Patrick Leonard que se prolongaria até finais da década de oitenta e da qual nasceram muitas das canções mais conhecidas da artista. 
Depois da separação de Sean Penn, Madonna lança nova polémica com outro videoclip pelo facto da artista se envolver romanticamente com um santo negro numa igreja, com referências a símbolos do catolicismo, como os estigmas de Cristo.
  Madonna a dançar sensualmente com cruzes a arder  ao fundo, numa alusão ao Ku Klux Klan. 
Outros sucessos do álbum Like a Prayer foram "Express Yourself", "Cherish", "Oh Father" e "Dear Jessie". 
 Em 1990, Madonna regressou ao mundo do cinema com o filme Dick Tracy, no qual desempenhou o papel de Breathless Mahoney, lado a lado com o actor Warren Beatty, com quem manteve uma relação amorosa. 
O filme foi acompanhado por uma trilha sonora, do disco I'm Breathless: estava  incluída a canção "Vogue".  


Madonna lançou a sua primeira coletânea de sucessos, The Immaculate Collection. 
Além de quinze sucessos dos anos 80, Madonna incluiu duas novas canções, "Justify My Love" (escrita e produzida em parceira com Lenny Kravitz) e "Rescue Me". 

Em 1991, Madonna lançou o documentário "Truth or Dare" / "In Bed with Madonna" ." Na cama com Madonna".
 Também em 1991, Madonna ganhou seu primeiro Grammy. 
  Em  1992, Madonna lançou o livro SEX, um trabalho com fotografias de Steven Meisel, onde na maioria a cantora está nua, sozinha, ou com celebridades como Isabella Rossellini, Naomi Campbell e o rapper Vanilla Ice, em situações que retratavam fantasias eróticas da cantora (algumas das quais de carácter sadomasoquista, voyeurismo e lésbica. 
Ainda no mesmo ano, lança um novo disco, Erotica, de onde foram extraídos novos sucessos, como "Deeper and Deeper", "Rain" e a própria faixa título, de novo acompanhada por um vídeo controverso devido ao seu conteúdo erótico. 
Depois da controvérsia, Madonna volta ao público com um novo álbum, desta vez mais calmo e romântico. 
Bedtime Stories é lançado em  1994 com grandes sucessos como "Secret", "Take a Bow", "Bedtime Story", e uma canção na qual a artista se dirige a todos os que a criticaram anteriormente, "Human Nature" (onde canta "Ops, eu não sabia que não poderia falar de sexo, não estou arrependida, é a natureza humana"). 
 Em 1995, foi lançada a primeira colectânea romântica, Something To Remember, com as baladas mais famosas e faixas inéditas: "You'll see", "One More Chance", "I Want You".  
Em 1996, Madonna ficou grávida do seu treinador pessoal, Carlos León, nasceu a filha , Lourdes Maria Ciccone Leon, que Madonna trata por "Lola". 

Em seguida Madonna estreou o filme mais marcante de sua carreira, Evita, no qual ela encarna a ex-primeira-dama argentina Eva Perón, onde  canta  Don't Cry For Me Argentina e You Must Love Me.  
Em 1998, depois de quatro anos sem lançar um álbum inédito, Madonna reaparece com um estilo musical novo, o álbum Ray of Light reflete influências da música techno. 
"Frozen", "Ray of Light", "The Power of Good-Bye" e "Nothing Really Matters" (cujo video a cantora retrata as gueixas e  daria origem ao filme Memórias de uma Gueixa), foram os sucessos principais.
Também em 1998, Madonna acompanhou o campeonato  do Mundo de  futebol. 
O jogador chileno Iván Zamorano despertou a sua atenção. 
Em 1999, foi sucesso a canção "Beautiful Stranger",  do filme "Austin Powers: The Spy Who Shagged Me", em 2000, lançou Music, e no  mesmo ano,  casa com o realizador de cinema inglês Guy Ritchie no Castelo Skibo na Escócia. 
Lança  então GHV2. 
Em 2003, influenciada pelo clima de pré-guerra entre os Estados Unidos e o Iraque, lança American Life.
 Em  2005 Madonna sai o seu novo disco, Confessions on a Dance Floor, o  primeiro single e faixa de abertura do disco, Hung Up, contém "samples" da canção Gimme Gimme Gimme dos ABBA.
    

Madonna empresta também a sua voz à personagem da Princesa Selenia no filme de animação Arthur and the Minimoys, do realizador Luc Besson, que estreou no cinema em  2005.
 Em 2006 Madonna iniciou o processo legal de adoção de David Banda, um menino natural do Malawi, que conheceu durante uma visita ao país. 
Em 2008  mais um disco, Hard Candy , depois disso tournés por todo o mundo, País de Gales,  América do Norte, Europa e América do Sul, passou por 32 países.
 
Na cidade de Marselha, França,  o palco onde seria realizada uma apresentação da cantora caiu, matando duas pessoas e deixando várias feridas, o show foi cancelado. 
Durante a apresentação da tourné na cidade de Udine, Itália, Madonna pediu desculpas e até chorou pela morte trágica dos operários. 
Em  2008, a porta-voz de Madonna, Liz Rosenberg, confirma o divórcio entre a cantora e Guy Ritchie. 
Madonna adopta mais uma  criança em 2009,  Mercy James uma menina malauiana.
A adopção  causou protestos em Nova Iorque.  
Madonna em 2008 inicia novo  relacionamento amoroso com o modelo brasileiro Jesus Luz, 28 anos mais novo.
Em  2009, houve o lançamento da terceira coletânea da cantora, intitulada Celebration e que contém trinta e quatro sucessos  e mais duas novas canções, "Celebration",  e "Revolver".
 
 

Livros, musica,cinema, polémica, a história de Madonna.


PUBLICADO digitalblueradio às 00:08 | LINK DO POST
tags:


Madonna Louise Veronica Ciccone , nasceu a 16 de Agosto de 1958, mais conhecida como Madonna, é uma cantora, actriz compositora,  dançarina, empresária, produtora musical e cinematográfica norte-americana. 
Mudou para Nova Iorque em 1977 em 1983 lançou o seu álbum de estreia.
Ao longo de sua carreira, coleccionou sucessos como, "Like a Virgin", "Papa Don't Preach", "Live to Tell", "Like A Prayer", "Vogue", "Take a Bow", "Frozen", "Music", "Hung Up" e "4 Minutes".  

Madonna tem sido elogiada pela crítica pelas suas produções musicais diversificadas que servem ao mesmo tempo como meio de chamar atenção para controvérsias religiosas e sexuais.
Participa no filme Evita  e ganha  o Globo de Ouro de Melhor Actriz.
Escritora de livros infantis, cinema,e moda são algumas das suas paixões.

Madonna é uma mulher do espectáculo. 
A imagem de menina rebelde e os vídeos com pose sexy tornaram Madonna numa sex-symbol e numa superstar. 

     
 A sua mãe, Madonna Louise (née Fortin), era de ascendência franco-canadense, e o seu pai, Silvio Antonio Ciccone,  um americano de primeira geração italiana.
A família Ciccone é originária de Pacentro, Itália. 
 Ela é a terceira de seis filhos dos mesmos pais, seus irmãos de sangue são: Martin, Anthony, Paula, Christopher e Melanie.

A sua mãe morreu de cancro da mama aos 30 anos em 1963.
O seu pai  casou com a governanta da família Joan Gustafson, e  tiveram dois filhos: Jennifer e Mario Ciccone.
Alguns anos mais tarde Madonna teve aulas de ballet e em 1977 mudou-se para Nova Iorque, trabalhou como empregada de balcão, trabalha com o  artista francês Patrick Hernandez e  envolve-se  romanticamente com o músico Dan Gilroy. 
Eles formaram a sua primeira banda rock, a Breakfast Club, para a qual Madonna cantava e tocava bateria e guitarra. 
Em 1980, ela deixou a Breakfast Club e, com seu ex-namorado, Stephen Bray como baterista, formou a banda Emmy. 
Em 1982 lança o primeiro single, "Everybody".
  Nesta altura  Madonna foi morar com o namorado John "Jellybean" Benitez, que acaba por  terminar a produção do álbum, "Holiday",  foi o terceiro single ,  "Borderline" e "Lucky Star", foram os sucessos seguintes. 

Aos poucos, o seu estilo e roupas, as suas performances e  vídeoclipes  começaram a influenciar o público feminino. 
O seu estilo tornou-se uma tendência de moda feminina da década de 1980. 
 Em 1985, Madonna entra na carreira cinematográfica, começando com uma breve aparição como cantora no filme "Vision Quest",  da banda sonora sai  um single de sucesso , "Crazy For You". 
Aparece  na comédia "Desesperadamente á procura  de Susana", de (1985), um filme que lança novo sucesso na sua carreira "Into the Groove".  
Enquanto filmavam o vídeo "Material Girl", Madonna começou a namorar o actor Sean Penn e casaram. 
As revistas Penthouse e  Playboy publicaram uma série de fotos nuas de Madonna, tiradas em Nova York em 1978. 


Em  1986, Madonna iniciou uma colaboração com Patrick Leonard que se prolongaria até finais da década de oitenta e da qual nasceram muitas das canções mais conhecidas da artista. 
Depois da separação de Sean Penn, Madonna lança nova polémica com outro videoclip pelo facto da artista se envolver romanticamente com um santo negro numa igreja, com referências a símbolos do catolicismo, como os estigmas de Cristo.
  Madonna a dançar sensualmente com cruzes a arder  ao fundo, numa alusão ao Ku Klux Klan. 
Outros sucessos do álbum Like a Prayer foram "Express Yourself", "Cherish", "Oh Father" e "Dear Jessie". 
 Em 1990, Madonna regressou ao mundo do cinema com o filme Dick Tracy, no qual desempenhou o papel de Breathless Mahoney, lado a lado com o actor Warren Beatty, com quem manteve uma relação amorosa. 
O filme foi acompanhado por uma trilha sonora, do disco I'm Breathless: estava  incluída a canção "Vogue".  


Madonna lançou a sua primeira coletânea de sucessos, The Immaculate Collection. 
Além de quinze sucessos dos anos 80, Madonna incluiu duas novas canções, "Justify My Love" (escrita e produzida em parceira com Lenny Kravitz) e "Rescue Me". 

Em 1991, Madonna lançou o documentário "Truth or Dare" / "In Bed with Madonna" ." Na cama com Madonna".
 Também em 1991, Madonna ganhou seu primeiro Grammy. 
  Em  1992, Madonna lançou o livro SEX, um trabalho com fotografias de Steven Meisel, onde na maioria a cantora está nua, sozinha, ou com celebridades como Isabella Rossellini, Naomi Campbell e o rapper Vanilla Ice, em situações que retratavam fantasias eróticas da cantora (algumas das quais de carácter sadomasoquista, voyeurismo e lésbica. 
Ainda no mesmo ano, lança um novo disco, Erotica, de onde foram extraídos novos sucessos, como "Deeper and Deeper", "Rain" e a própria faixa título, de novo acompanhada por um vídeo controverso devido ao seu conteúdo erótico. 
Depois da controvérsia, Madonna volta ao público com um novo álbum, desta vez mais calmo e romântico. 
Bedtime Stories é lançado em  1994 com grandes sucessos como "Secret", "Take a Bow", "Bedtime Story", e uma canção na qual a artista se dirige a todos os que a criticaram anteriormente, "Human Nature" (onde canta "Ops, eu não sabia que não poderia falar de sexo, não estou arrependida, é a natureza humana"). 
 Em 1995, foi lançada a primeira colectânea romântica, Something To Remember, com as baladas mais famosas e faixas inéditas: "You'll see", "One More Chance", "I Want You".  
Em 1996, Madonna ficou grávida do seu treinador pessoal, Carlos León, nasceu a filha , Lourdes Maria Ciccone Leon, que Madonna trata por "Lola". 

Em seguida Madonna estreou o filme mais marcante de sua carreira, Evita, no qual ela encarna a ex-primeira-dama argentina Eva Perón, onde  canta  Don't Cry For Me Argentina e You Must Love Me.  
Em 1998, depois de quatro anos sem lançar um álbum inédito, Madonna reaparece com um estilo musical novo, o álbum Ray of Light reflete influências da música techno. 
"Frozen", "Ray of Light", "The Power of Good-Bye" e "Nothing Really Matters" (cujo video a cantora retrata as gueixas e  daria origem ao filme Memórias de uma Gueixa), foram os sucessos principais.
Também em 1998, Madonna acompanhou o campeonato  do Mundo de  futebol. 
O jogador chileno Iván Zamorano despertou a sua atenção. 
Em 1999, foi sucesso a canção "Beautiful Stranger",  do filme "Austin Powers: The Spy Who Shagged Me", em 2000, lançou Music, e no  mesmo ano,  casa com o realizador de cinema inglês Guy Ritchie no Castelo Skibo na Escócia. 
Lança  então GHV2. 
Em 2003, influenciada pelo clima de pré-guerra entre os Estados Unidos e o Iraque, lança American Life.
 Em  2005 Madonna sai o seu novo disco, Confessions on a Dance Floor, o  primeiro single e faixa de abertura do disco, Hung Up, contém "samples" da canção Gimme Gimme Gimme dos ABBA.
    

Madonna empresta também a sua voz à personagem da Princesa Selenia no filme de animação Arthur and the Minimoys, do realizador Luc Besson, que estreou no cinema em  2005.
 Em 2006 Madonna iniciou o processo legal de adoção de David Banda, um menino natural do Malawi, que conheceu durante uma visita ao país. 
Em 2008  mais um disco, Hard Candy , depois disso tournés por todo o mundo, País de Gales,  América do Norte, Europa e América do Sul, passou por 32 países.
 
Na cidade de Marselha, França,  o palco onde seria realizada uma apresentação da cantora caiu, matando duas pessoas e deixando várias feridas, o show foi cancelado. 
Durante a apresentação da tourné na cidade de Udine, Itália, Madonna pediu desculpas e até chorou pela morte trágica dos operários. 
Em  2008, a porta-voz de Madonna, Liz Rosenberg, confirma o divórcio entre a cantora e Guy Ritchie. 
Madonna adopta mais uma  criança em 2009,  Mercy James uma menina malauiana.
A adopção  causou protestos em Nova Iorque.  
Madonna em 2008 inicia novo  relacionamento amoroso com o modelo brasileiro Jesus Luz, 28 anos mais novo.
Em  2009, houve o lançamento da terceira coletânea da cantora, intitulada Celebration e que contém trinta e quatro sucessos  e mais duas novas canções, "Celebration",  e "Revolver".
 
 

Livros, musica,cinema, polémica, a história de Madonna.


PUBLICADO digitalblueradio às 00:08 | LINK DO POST
tags:


Madonna Louise Veronica Ciccone , nasceu a 16 de Agosto de 1958, mais conhecida como Madonna, é uma cantora, actriz compositora,  dançarina, empresária, produtora musical e cinematográfica norte-americana. 
Mudou para Nova Iorque em 1977 em 1983 lançou o seu álbum de estreia.
Ao longo de sua carreira, coleccionou sucessos como, "Like a Virgin", "Papa Don't Preach", "Live to Tell", "Like A Prayer", "Vogue", "Take a Bow", "Frozen", "Music", "Hung Up" e "4 Minutes".  

Madonna tem sido elogiada pela crítica pelas suas produções musicais diversificadas que servem ao mesmo tempo como meio de chamar atenção para controvérsias religiosas e sexuais.
Participa no filme Evita  e ganha  o Globo de Ouro de Melhor Actriz.
Escritora de livros infantis, cinema,e moda são algumas das suas paixões.

Madonna é uma mulher do espectáculo. 
A imagem de menina rebelde e os vídeos com pose sexy tornaram Madonna numa sex-symbol e numa superstar. 

     
 A sua mãe, Madonna Louise (née Fortin), era de ascendência franco-canadense, e o seu pai, Silvio Antonio Ciccone,  um americano de primeira geração italiana.
A família Ciccone é originária de Pacentro, Itália. 
 Ela é a terceira de seis filhos dos mesmos pais, seus irmãos de sangue são: Martin, Anthony, Paula, Christopher e Melanie.

A sua mãe morreu de cancro da mama aos 30 anos em 1963.
O seu pai  casou com a governanta da família Joan Gustafson, e  tiveram dois filhos: Jennifer e Mario Ciccone.
Alguns anos mais tarde Madonna teve aulas de ballet e em 1977 mudou-se para Nova Iorque, trabalhou como empregada de balcão, trabalha com o  artista francês Patrick Hernandez e  envolve-se  romanticamente com o músico Dan Gilroy. 
Eles formaram a sua primeira banda rock, a Breakfast Club, para a qual Madonna cantava e tocava bateria e guitarra. 
Em 1980, ela deixou a Breakfast Club e, com seu ex-namorado, Stephen Bray como baterista, formou a banda Emmy. 
Em 1982 lança o primeiro single, "Everybody".
  Nesta altura  Madonna foi morar com o namorado John "Jellybean" Benitez, que acaba por  terminar a produção do álbum, "Holiday",  foi o terceiro single ,  "Borderline" e "Lucky Star", foram os sucessos seguintes. 

Aos poucos, o seu estilo e roupas, as suas performances e  vídeoclipes  começaram a influenciar o público feminino. 
O seu estilo tornou-se uma tendência de moda feminina da década de 1980. 
 Em 1985, Madonna entra na carreira cinematográfica, começando com uma breve aparição como cantora no filme "Vision Quest",  da banda sonora sai  um single de sucesso , "Crazy For You". 
Aparece  na comédia "Desesperadamente á procura  de Susana", de (1985), um filme que lança novo sucesso na sua carreira "Into the Groove".  
Enquanto filmavam o vídeo "Material Girl", Madonna começou a namorar o actor Sean Penn e casaram. 
As revistas Penthouse e  Playboy publicaram uma série de fotos nuas de Madonna, tiradas em Nova York em 1978. 


Em  1986, Madonna iniciou uma colaboração com Patrick Leonard que se prolongaria até finais da década de oitenta e da qual nasceram muitas das canções mais conhecidas da artista. 
Depois da separação de Sean Penn, Madonna lança nova polémica com outro videoclip pelo facto da artista se envolver romanticamente com um santo negro numa igreja, com referências a símbolos do catolicismo, como os estigmas de Cristo.
  Madonna a dançar sensualmente com cruzes a arder  ao fundo, numa alusão ao Ku Klux Klan. 
Outros sucessos do álbum Like a Prayer foram "Express Yourself", "Cherish", "Oh Father" e "Dear Jessie". 
 Em 1990, Madonna regressou ao mundo do cinema com o filme Dick Tracy, no qual desempenhou o papel de Breathless Mahoney, lado a lado com o actor Warren Beatty, com quem manteve uma relação amorosa. 
O filme foi acompanhado por uma trilha sonora, do disco I'm Breathless: estava  incluída a canção "Vogue".  


Madonna lançou a sua primeira coletânea de sucessos, The Immaculate Collection. 
Além de quinze sucessos dos anos 80, Madonna incluiu duas novas canções, "Justify My Love" (escrita e produzida em parceira com Lenny Kravitz) e "Rescue Me". 

Em 1991, Madonna lançou o documentário "Truth or Dare" / "In Bed with Madonna" ." Na cama com Madonna".
 Também em 1991, Madonna ganhou seu primeiro Grammy. 
  Em  1992, Madonna lançou o livro SEX, um trabalho com fotografias de Steven Meisel, onde na maioria a cantora está nua, sozinha, ou com celebridades como Isabella Rossellini, Naomi Campbell e o rapper Vanilla Ice, em situações que retratavam fantasias eróticas da cantora (algumas das quais de carácter sadomasoquista, voyeurismo e lésbica. 
Ainda no mesmo ano, lança um novo disco, Erotica, de onde foram extraídos novos sucessos, como "Deeper and Deeper", "Rain" e a própria faixa título, de novo acompanhada por um vídeo controverso devido ao seu conteúdo erótico. 
Depois da controvérsia, Madonna volta ao público com um novo álbum, desta vez mais calmo e romântico. 
Bedtime Stories é lançado em  1994 com grandes sucessos como "Secret", "Take a Bow", "Bedtime Story", e uma canção na qual a artista se dirige a todos os que a criticaram anteriormente, "Human Nature" (onde canta "Ops, eu não sabia que não poderia falar de sexo, não estou arrependida, é a natureza humana"). 
 Em 1995, foi lançada a primeira colectânea romântica, Something To Remember, com as baladas mais famosas e faixas inéditas: "You'll see", "One More Chance", "I Want You".  
Em 1996, Madonna ficou grávida do seu treinador pessoal, Carlos León, nasceu a filha , Lourdes Maria Ciccone Leon, que Madonna trata por "Lola". 

Em seguida Madonna estreou o filme mais marcante de sua carreira, Evita, no qual ela encarna a ex-primeira-dama argentina Eva Perón, onde  canta  Don't Cry For Me Argentina e You Must Love Me.  
Em 1998, depois de quatro anos sem lançar um álbum inédito, Madonna reaparece com um estilo musical novo, o álbum Ray of Light reflete influências da música techno. 
"Frozen", "Ray of Light", "The Power of Good-Bye" e "Nothing Really Matters" (cujo video a cantora retrata as gueixas e  daria origem ao filme Memórias de uma Gueixa), foram os sucessos principais.
Também em 1998, Madonna acompanhou o campeonato  do Mundo de  futebol. 
O jogador chileno Iván Zamorano despertou a sua atenção. 
Em 1999, foi sucesso a canção "Beautiful Stranger",  do filme "Austin Powers: The Spy Who Shagged Me", em 2000, lançou Music, e no  mesmo ano,  casa com o realizador de cinema inglês Guy Ritchie no Castelo Skibo na Escócia. 
Lança  então GHV2. 
Em 2003, influenciada pelo clima de pré-guerra entre os Estados Unidos e o Iraque, lança American Life.
 Em  2005 Madonna sai o seu novo disco, Confessions on a Dance Floor, o  primeiro single e faixa de abertura do disco, Hung Up, contém "samples" da canção Gimme Gimme Gimme dos ABBA.
    

Madonna empresta também a sua voz à personagem da Princesa Selenia no filme de animação Arthur and the Minimoys, do realizador Luc Besson, que estreou no cinema em  2005.
 Em 2006 Madonna iniciou o processo legal de adoção de David Banda, um menino natural do Malawi, que conheceu durante uma visita ao país. 
Em 2008  mais um disco, Hard Candy , depois disso tournés por todo o mundo, País de Gales,  América do Norte, Europa e América do Sul, passou por 32 países.
 
Na cidade de Marselha, França,  o palco onde seria realizada uma apresentação da cantora caiu, matando duas pessoas e deixando várias feridas, o show foi cancelado. 
Durante a apresentação da tourné na cidade de Udine, Itália, Madonna pediu desculpas e até chorou pela morte trágica dos operários. 
Em  2008, a porta-voz de Madonna, Liz Rosenberg, confirma o divórcio entre a cantora e Guy Ritchie. 
Madonna adopta mais uma  criança em 2009,  Mercy James uma menina malauiana.
A adopção  causou protestos em Nova Iorque.  
Madonna em 2008 inicia novo  relacionamento amoroso com o modelo brasileiro Jesus Luz, 28 anos mais novo.
Em  2009, houve o lançamento da terceira coletânea da cantora, intitulada Celebration e que contém trinta e quatro sucessos  e mais duas novas canções, "Celebration",  e "Revolver".
 
 

Livros, musica,cinema, polémica, a história de Madonna.


PUBLICADO digitalblueradio às 00:08 | LINK DO POST
tags:
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
31994042009
Perfeito. Me sinto da mesma forma. Parece que desc...
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
subscrever feeds
SAPO Blogs