O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
Glória de Matos nasceu em Lisboa a 30 de Maio de 1936, actriz. 

Iniciou a sua carreira em 1954.Foi uma das fundadoras da "Casa da Comédia". Integrada no Grupo Fernando Pessoa fez uma digressão ao Brasil, em 1962, para no ano seguinte, se fixar no Reino Unido. Em 1966 colabora com Raúl Solnado e em 1968 ingressa na Companhia Portuguesa de Comediantes, em 1969 está na companhia do Teatro Nacional D. Maria II. 
No cinema colabora com o realizador Manoel de Oliveira, tendo participado em "Benilde ou a Virgem Mãe" (1974), "Francisca" (1980), "Canibais" (1987), "Vale Abraão" (1993), "O Quinto Império - ontem como hoje" (2004), "Espelho Mágico" (2005) e "Singularidades de uma rapariga loira" (2009).
Professora da Escola de Teatro do Conservatório Nacional, de 1971 a 1975, e, da sua sucessora, a Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, entre 1980 e 1999, foi ainda conselheira de programação por três anos, e orientadora do Centro de Formação da RTP, por doze anos. Na Universidade Aberta regeu a disciplina de Expressão Oral no Curso de Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia, de 1991 a 1995. Foi ainda assessora da Secretaria de Estado da Cultura, de 1990 a 1992, membro da Alta Autoridade para a Comunicação Social, 1991 a 1994, assessora do Instituto de Artes Cénicas, entre 1994 e 1998.

Em 2005 integrou o elenco da peça de Paula Vogel encenada por Fernanda Lapa, "A Mais Velha Profissão", no Teatro Nacional D. Maria II. Recebeu a Medalha de Mérito Cultural do Ministério da Cultura, em 2006.
 Glória de Matos fala de teatro e representação
PUBLICADO digitalblueradio às 14:52 | LINK DO POST
Glória de Matos nasceu em Lisboa a 30 de Maio de 1936, actriz. 

Iniciou a sua carreira em 1954.Foi uma das fundadoras da "Casa da Comédia". Integrada no Grupo Fernando Pessoa fez uma digressão ao Brasil, em 1962, para no ano seguinte, se fixar no Reino Unido. Em 1966 colabora com Raúl Solnado e em 1968 ingressa na Companhia Portuguesa de Comediantes, em 1969 está na companhia do Teatro Nacional D. Maria II. 
No cinema colabora com o realizador Manoel de Oliveira, tendo participado em "Benilde ou a Virgem Mãe" (1974), "Francisca" (1980), "Canibais" (1987), "Vale Abraão" (1993), "O Quinto Império - ontem como hoje" (2004), "Espelho Mágico" (2005) e "Singularidades de uma rapariga loira" (2009).
Professora da Escola de Teatro do Conservatório Nacional, de 1971 a 1975, e, da sua sucessora, a Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, entre 1980 e 1999, foi ainda conselheira de programação por três anos, e orientadora do Centro de Formação da RTP, por doze anos. Na Universidade Aberta regeu a disciplina de Expressão Oral no Curso de Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia, de 1991 a 1995. Foi ainda assessora da Secretaria de Estado da Cultura, de 1990 a 1992, membro da Alta Autoridade para a Comunicação Social, 1991 a 1994, assessora do Instituto de Artes Cénicas, entre 1994 e 1998.

Em 2005 integrou o elenco da peça de Paula Vogel encenada por Fernanda Lapa, "A Mais Velha Profissão", no Teatro Nacional D. Maria II. Recebeu a Medalha de Mérito Cultural do Ministério da Cultura, em 2006.
 Glória de Matos fala de teatro e representação
PUBLICADO digitalblueradio às 14:52 | LINK DO POST
Glória de Matos nasceu em Lisboa a 30 de Maio de 1936, actriz. 

Iniciou a sua carreira em 1954.Foi uma das fundadoras da "Casa da Comédia". Integrada no Grupo Fernando Pessoa fez uma digressão ao Brasil, em 1962, para no ano seguinte, se fixar no Reino Unido. Em 1966 colabora com Raúl Solnado e em 1968 ingressa na Companhia Portuguesa de Comediantes, em 1969 está na companhia do Teatro Nacional D. Maria II. 
No cinema colabora com o realizador Manoel de Oliveira, tendo participado em "Benilde ou a Virgem Mãe" (1974), "Francisca" (1980), "Canibais" (1987), "Vale Abraão" (1993), "O Quinto Império - ontem como hoje" (2004), "Espelho Mágico" (2005) e "Singularidades de uma rapariga loira" (2009).
Professora da Escola de Teatro do Conservatório Nacional, de 1971 a 1975, e, da sua sucessora, a Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, entre 1980 e 1999, foi ainda conselheira de programação por três anos, e orientadora do Centro de Formação da RTP, por doze anos. Na Universidade Aberta regeu a disciplina de Expressão Oral no Curso de Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia, de 1991 a 1995. Foi ainda assessora da Secretaria de Estado da Cultura, de 1990 a 1992, membro da Alta Autoridade para a Comunicação Social, 1991 a 1994, assessora do Instituto de Artes Cénicas, entre 1994 e 1998.

Em 2005 integrou o elenco da peça de Paula Vogel encenada por Fernanda Lapa, "A Mais Velha Profissão", no Teatro Nacional D. Maria II. Recebeu a Medalha de Mérito Cultural do Ministério da Cultura, em 2006.
 Glória de Matos fala de teatro e representação
PUBLICADO digitalblueradio às 14:52 | LINK DO POST
tags:
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
16
18
19
20
29
31
COMENTÁRIOS
31994042009
Perfeito. Me sinto da mesma forma. Parece que desc...
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
subscrever feeds
SAPO Blogs