O MELHOR DE TODOS OS TEMPOS
José Rodrigues dos Santos, jornalista e escritor português, nasceu na Beira, provincia de Sofala em Moçambique, no dia 1 de Abril de 1964. Veio para Lisboa após a separação dos pais, aos nove anos, mas as dificuldades económicas da mãe levaram-no a ir para junto do pai (médico), em Penafiel. Este, porém, não se adaptando à nova vida em Portugal, partiu com ele para Macau.  Tal como a esmagadora maioria dos portugueses, alguns dos seus antepassados estiveram envolvidos na Primeira Guerra Mundial, na Flandres e na Guerra Colonial em África, sendo que o seu segundo romance, intitulado "A Filha do Capitão" é assumido como um tributo que lhes é prestado.
 Em Macau J. R. dos Santos participou na elaboração de um jornal escolar, cujo conteúdo chamou a atenção dos responsáveis da rádio local onde o jovem estudante foi entrevistado por uma jornalista que acabara de chegar a Macau: Judite de Sousa, outra bem conhecida jornalista portuguesa . Foi assim que, com apenas dezassete anos, se iniciou no jornalismo ao serviço da Rádio Macau. Dois anos mais tarde, regressou a Portugal para frequentar o curso de Comunicação Social em que se licenciou, doutorando-se alguns anos mais tarde. Candidatou-se a um estágio na BBC e foi aceite, iinvestiu parte da herança do pai, entretanto falecido, em três meses de experiência profissional em Inglaterra.
Da BBC seguiu para a RTP, onde começou a apresentar o noticiário "24 Horas". Em de 1991, as forças coligadas de 28 países liderados pelos Estados Unidos da América dão início ao bombardeio aéreo de Bagdad, no Iraque, dando início à Primeira Guerra do Golfo. José Rodrigues dos Santos protagoniza então uma maratona televisiva de cerca de 10 horas, sobre o ataque ao Iraque, acabando posteriormente por se tornar o rosto mais conhecido da televisão pública. 
De 1993 a 2001 foi colaborador permanente da CNN americana.  Paralelamente foi escrevendo ensaios e romances com assinalável êxito. Em 2005, uma das principais editoras dos Estados Unidos da América interessou-se pela publicação do romance "O Codex 632"
 
José Rodrigues dos Santos é hoje um dos jornalistas mais influentes para as novas gerações no panorama informativo nacional. No entanto, além da sua mais conhecida faceta como jornalista é também ensaísta e romancista. Até ao final de 2007 publicou quatro ensaios e cinco romances. O romance de estreia, intitula-se "A Ilha das Trevas"
  Algumas das obras publicadas
Crónicas de Guerra I - Da Crimeia a Dachau, 2001 
Crónicas de Guerra II - De Saigão a Bagdade, 2002 
A Verdade da Guerra - 2002 
A Ilha das Trevas - 2002 
A Filha do Capitão - 2004 
O Codex 632 - 2005 
A Fórmula de Deus - 2006 
O Sétimo Selo - 2007 
A Vida Num Sopro - 2008 
Fúria Divina - 2009 
O Anjo Branco - 2010 
O Ultimo Segredo - 2011
PUBLICADO digitalblueradio às 14:11 | LINK DO POST
QUEM SOU EU
PESQUISAR NO BLOG
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
COMENTÁRIOS
31994042009
Perfeito. Me sinto da mesma forma. Parece que desc...
acho que deve ser respeitada... http://www.goiasc...
vc que é de maior tem face e whatsaap vem encontra...
a discografia tem um ep com o titulo errado, onde ...
Armando Gama fomos contemporâneos no Salvador Corr...
A juventude nos leva a caminhos ruins , e procuram...
A primeira fotografia é da Praça Marquês de Pombal...
Eu gosto de ti Beto adorei cd foi muito bom ele é ...
GANHA MENSALMENTE COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO EURO...
MAIS COMENTADOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS
SAPO Blogs